Emprego público aumentou 3,4% no 3.º trimestre para mais de 720 mil postos de trabalho

15 nov, 22:36
Dinheiro
Dinheiro

Aumento deve-se sobretudo ao crescimento na contratação para a administração central

PUB

O emprego na administração pública aumentou 3,4% no 3º. trimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020 e diminuiu 0,9% face ao trimestre anterior, situando-se em 724.673 postos de trabalho, foi divulgado esta segunda-feira.

De acordo com a Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP), da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), em 30 de setembro de 2021, o emprego no setor das administrações públicas situou-se em 724.673 postos de trabalho, registando uma diminuição de 3.112 postos de trabalho, correspondente a menos 0,4% face a 31 de dezembro de 2011 (início da série da Síntese Estatística do Emprego Público).

PUB

Em termos homólogos, o emprego aumentou 3,4%, devido sobretudo ao crescimento verificado na administração central, de 3,3%, que correspondeu a mais 17.193 postos de trabalho, e na administração local, de 4%, o equivalente a mais 4.917 postos de trabalho.

Na administração central, o aumento de emprego verificou-se essencialmente nas Entidades Públicas Empresariais (EPE) do SNS (mais 6.298) e nos Estabelecimentos de Educação e Ensino Básico e Secundário (mais 5.905), mas também nas Unidades Orgânicas de Ensino e Investigação (mais 1.838), nos Agrupamentos de Centros de Saúde (mais 1.253) e nas Forças Armadas (mais 836).

PUB
PUB
PUB

Entre as carreiras que mais contribuíram para o aumento homólogo do emprego na administração central salientam-se as carreiras de assistente operacional (mais 4.254), de técnico superior (mais 2.762), de enfermeiro (mais 2.469), de educadores de infância e docentes do ensino básico e secundário (mais 1.851), de médico (mais 1.240), de assistente técnico (mais 847), das Forças Armadas (mais 846), de docentes do ensino universitário (mais 768) e de técnico de diagnóstico e terapêutica (mais 763).

Em comparação com o final do trimestre anterior, o emprego no setor das administrações públicas diminuiu 6.453 postos de trabalho (menos 0,9%), em resultado da diminuição do emprego da administração central, menos 7.849 postos de trabalho.

O maior contributo para a diminuição do emprego foi proveniente das áreas governativas da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (menos 7.431, no seu conjunto), refletindo a mudança de ano letivo.

A Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP) é uma publicação trimestral, através da qual a Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) divulga informação estatística sobre emprego público no âmbito das estatísticas do mercado de trabalho.

PUB
PUB
PUB

A partir desta segunda-feira, a DGAEP disponibiliza gráficos interativos e pesquisáveis com dados sobre emprego público, passando a ser possível filtrar e cruzar informação por subsetor, área governativa, carreira e vínculo e verificar qual a evolução desde o início da série da Síntese Estatística do Emprego Público (2011).

O Governo considera que este é um passo importante no sentido de reforçar a transparência dos dados relativos à administração pública, simplificando e ampliando a sua acessibilidade e consulta por todos.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Economia

Mais Economia