Conta de Donald Trump nas redes sociais partilhou vídeo com referência nazi

Agência Lusa , MJC
21 mai, 19:14
Donald Trump (AP)

O vídeo de 30 segundos foi publicado e partilhado na conta 'Truth Social' do antigo presidente na segunda-feira, num momento em que Trump estava na pausa para almoço do seu julgamento, e foi apagado esta terça-feira de manhã

Um vídeo publicado na conta do antigo presidente norte-americano e recandidato Donald Trump na sua rede social incluiu referências a um "Reich unificado" entre manchetes hipotéticas sobre uma eventual vitória sua nas eleições presidenciais de novembro.

 A frase aparece entre mensagens que se sucedem no ecrã, como "Trump ganha!!!" e "A economia cresce!", com outros títulos que parecem ser referências à I Grande Guerra.

A palavra 'Reich' é frequentemente associada ao Terceiro Reich da Alemanha nazi, mas as referências no vídeo partilhado parecem aproximar-se da formação da moderna nação pan-alemã, unificando estados mais pequenos num único Reich, ou império, em 1871.

O vídeo de 30 segundos foi publicado e partilhado na conta 'Truth Social' do antigo presidente na segunda-feira, num momento em que Trump estava na pausa para almoço do seu julgamento sobre alegados subornos para silenciar um escândalo sexual na campanha eleitoral de 2016.

O vídeo foi apagado terça-feira de manhã, tendo Karoline Leavitt, a secretária de imprensa da campanha, em comunicado, garantido que não era um vídeo de campanha. "(O vídeo) foi criado por uma conta aleatória 'online' e republicado por um funcionário que claramente não viu a palavra, enquanto o Presidente estava no tribunal", afirmou.

A Casa Branca já reagiu ao incidente, tendo a porta-voz Karine Jean-Pierre considerado "odioso, repugnante e vergonhoso para alguém promover conteúdos associados à Alemanha nazi de Adolf Hitler". A porta-voz adiantou que o Presidente Joe Biden, em campanha para um segundo mandato, prestaria ainda hoje declarações sobre este vídeo.

No início deste mês, Trump acusou o atual Presidente, Joe Biden, de dirigir uma "administração Gestapo", referindo-se à força policial secreta nazi. Trump tinha já recorrido a uma retórica que ecoava ao líder nazi Adolf Hitler quando disse que os imigrantes que entram ilegalmente nos EUA estão a "envenenar o sangue do nosso país" e chamou aos seus opositores "vermes".

O antigo presidente também foi muito criticado depois de ter jantado, em 2022, com um nacionalista branco que negava o Holocausto e por ter minimizado a manifestação de 2017 em Charlottesville, Virgínia, onde os nacionalistas brancos gritaram "Os judeus não nos vão substituir!" Pelo menos uma das frases do vídeo parece ser um texto copiado literalmente da Wikipedia sobre a I Guerra Mundial: "A força industrial e a produção alemãs aumentaram significativamente depois de 1871, impulsionadas pela criação de um Reich unificado".

Segundo a agência noticiosa AP, o vídeo parece ter como autor um criador de 'memes' que assina com o nome de utilizador Ramble_Rants. O autor integra um grupo de criadores de 'memes' que, segundo o jornal The New York Times, já colaborou com a campanha de Trump e publicou o vídeo na plataforma social X (antigo Twitter) na segunda-feira de manhã.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados