Consumir álcool na via pública continua proibido, bares e discotecas reabrem no dia em que termina o teletrabalho obrigatório

António Guimarães , com Lusa
6 jan, 13:57

Medidas foram apresentadas esta quinta-feira pelo Governo

As discotecas e os bares vão poder reabrir no dia 14 de janeiro, voltando à atividade três semanas depois de terem fechado. Como anunciado pelo primeiro-ministro, mantém-se a testagem à covid-19 para aceder a estes espaços, sendo obrigatória a apresentação de um teste negativo. A reabertura na sexta-feira da próxima semana é acompanhada da “proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública”, referiu o governante.

No âmbito da contenção da pandemia de covid-19, com maiores restrições no período do Natal e da passagem do ano, os espaços de diversão noturna (bares, estabelecimentos de bebidas sem espetáculo e estabelecimentos com espaço de dança) tiveram de fechar. Estava previsto que assim fosse até 9 de janeiro, dia em que inicialmente iria terminar o teletrabalho obrigatório. Mas o Governo decidiu que o teletrabalho mantém-se obrigatório até dia 14 e a reabertura de bares e discotecas passa para esse dia

Antes do atual encerramento, os bares e discotecas - que reabriram em outubro pela primeira vez desde o início da pandemia de covid-19 em Portugal, após 19 meses parados – já eram acessíveis apenas com a apresentação de teste negativo (antigénio ou PCR) ou de certificado de recuperação, mesmo para pessoas vacinadas contra o SARS-CoV-2. Os clientes não têm de usar máscara nestes espaços, ao contrário dos trabalhadores, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Nos restaurantes, bem como noutros espaços, vai manter-se a obrigatoriedade do uso de máscara no interior. Esta é uma medida alargada a estabelecimentos turísticos e de alojamento local, a espetáculos culturais, a eventos com lugares marcados e a ginásios.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados