Covid-19: BA.5 representa 95% das infeções, mas a tendência é decrescente. Menos casos e menos mortes

CNN Portugal , DCT
29 jul, 18:53
Teste de deteção do SARS-CoV-2

O índice de transmissibilidade mantém-se abaixo de 1.

O relatório semanal da Direção-Geral da Saúde dá conta de uma tendência decrescente no número de novos casos e óbitos por covid-19 e de uma estabilidade do índice de transmissibilidade R(t), que continua inferior a 1 (0,86).

Nos últimos sete dias registaram-se mais 29.277 novos casos, menos cerca de seis mil do que na semana anterior. A nível de internamentos, estão agora mais cinco pessoas em unidades de cuidados intensivos, num total de 54. Em enfermaria, estão 833 camas ocupadas, menos 196 do que na semana anterior, o que representa a continuidade da tendência decrescente.

O relatório revela a morte de 72 pessoas numa semana, menos 38 do que nos sete dias anteriores. Os dados mais recentes do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA) revelam que “a mortalidade específica por covid-19 apresenta uma tendência decrescente”, estando agora nos 17,7 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes.

“Este valor é inferior ao limiar de 20 óbitos em 14 dias por 1.000.000 habitantes, definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC)”, indica o documento.

“A linhagem BA.5 da variante Omicron continua a ser claramente dominante em Portugal, apresentando uma frequência relativa estimada de 95%”, indica o relatório.

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados