Apreensão de dinheiro falso aumentou em 2021. Notas chegam da China e Turquia por correio

CNN Portugal , DCT
19 ago, 07:54
Preços, dinheiro, euro, inflação, economia. Foto: Marijan Murat/picture alliance via Getty Images

REVISTA DE IMPRENSA. Apesar de se ter verificado de apreensões, houve menos investigações e ninguém foi detido.

Só em 2021 foram apreendidas 12.524 notas contrafeitas, mais 65% do que em 2020. De acordo com os dados avançados no Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) e citados pelo Jornal de Notícias (JN), também o valor total de dinheiro falso aumentou no ano passado face ao primeiro ano de pandemia - de 250 mil euros para 717 mil euros (um crescimento na ordem dos 178%). Só no que diz respeito a notas de 500 euros, no ano passado foram apreendidas 643 (mais 1600% do que em 2020, ano em que foram apreendidas apenas 37 notas falsas neste valor).

Segundo o jornal, apesar de se ter verificado um aumento do número de apreensões e do valor das notas notas, não houve ninguém detido - desde 2012 que tal não acontecida - e verificaram-se menos investigações relacionadas com este tipo de contrabando, em parte, devido à forma como as notas falsas chegam a Portugal: via correio e oriundas da China e Turquia disfarçadas de adereços (mais concretamente, notas de brincar ou para encenar).

A Polícia Judiciária (JN) revela que algumas destas notas falsas que chegam via postal apresentam marcas e são habitualmente designadas como ‘movie money’, ‘prop copy’ ou ‘turcas’, no entanto, as semelhanças com as verdadeiras é tal (até no tamanho) que muitas acabam por ser aceites como verdadeiras, enganando comerciantes e causando “prejuízo económico aos destinatários”, adianta o relatório.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados