Movimento Democrático de Mulheres celebra este sábado o Dia Internacional da Mulher no Porto

Agência Lusa , CF
4 mar 2023, 08:41
Manifestação de mulheres em Lisboa

Manifestação Nacional de Mulheres repete-se no próximo dia 11 na Praça dos Restauradores, em Lisboa

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) convocou para este sábado uma manifestação no Porto, com início na Praça da Batalha, para assinalar o Dia Internacional da Mulher, que se celebra na quarta-feira.

Trata-se do sétimo ano consecutivo que a MDM organiza a Manifestação Nacional de Mulheres, que se repete no próximo dia 11 na Praça dos Restauradores, em Lisboa, indicou o movimento num comunicado.

Considerando que “as mulheres têm mil razões para lutar”, o MDM lembra que “todos os avanços alcançados na condição social e na consagração dos direitos” destas “se devem à persistente luta organizada” das mesmas e apela a todas para que façam das comemorações do Dia Internacional da Mulher “uma jornada de luta por direitos, pelo direito a uma vida vivida em liberdade, igualdade, pelo progresso e pela paz”.

Depois de analisar “a situação das mulheres em cada região” de Portugal, a Direção Nacional do MDM considera ser “essencial travar a perda de direitos” das mesmas e “necessário combater o agravamento das [suas] condições de vida e de trabalho (…) obstáculos à igualdade na vida”.

“Não aceitamos mais desculpas para o desemprego, a precariedade e os baixos salários a que nos sujeitam”, bem como “para as dificuldades no acesso à saúde, para o desinvestimento e consequente desmantelamento do serviço nacional de saúde” e para “as múltiplas formas de violência contra as mulheres patente na violência doméstica e no namoro, na mutilação genital e do casamento forçado, do assédio moral e sexual, da violação sexual e ciberviolência, da exploração sexual, prostituição e tráfico de mulheres”, refere o comunicado.

A manifestação no Porto, com início previsto para as 14:30, deve percorrer a Rua de Santa Catarina, a Rua de Fernandes Tomás e a Rua da Trindade, acabando com um momento de intervenções junto à estação de metro da Trindade.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados