Covid-19: DGS vai divulgar nota técnica que "resume parecer" sobre vacinação de crianças

Agência Lusa , DCT
9 dez 2021, 14:43
Vacinação de crianças. Foto: AP
Vacinação de crianças. Foto: AP

Diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, garante que os pareceres não são secretos, mas sim documentos internos

PUB

A diretora-geral da Saúde disse, nesta quinta-feira, que vai ser divulgada a nota técnica "que resume o parecer técnico" relativo à vacinação das crianças contra a covid-19, assegurando que os pareceres não são secretos.

“Vamos divulgar uma nota técnica que resume o parecer da comissão técnica de vacinação. A comissão técnica de vacinação é um órgão consultivo que entrega um parecer não vinculativo à diretora-geral, que o faz chegar à tutela”, explicou.

PUB

Segundo Graça Freitas, são documentos internos preparatórios do processo de decisão e a partir desses documentos é extraída informação relevante, , não sendo habitual a sua divulgação.

Na terça-feira, a DGS recomendou a vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos, com prioridade para as que têm doenças consideradas de risco para covid-19 grave.

Em comunicado, a DGS apontou que esta recomendação surge na sequência da posição da Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19 (CTVC), que considerou, com base nos dados disponíveis, que a avaliação risco-benefício, numa perspetiva individual e de saúde pública, é favorável à vacinação das crianças desta faixa etária.

PUB
PUB
PUB

"Não creio que não haja transparência"

Graça Freitas disse, ainda, que apesar de as crianças terem habitualmente doença ligeira não quer dizer que não tenham internamento e não possam ser internadas em unidades de cuidados intensivos.

A diretora-geral da Saúde acrescentou que "houve um parecer dos pediatras e especialistas em saúde infantil que foi entregue à comissão técnica de vacinação e foi um dos muitos documentos em que a Comissão Técnica de Vacinação se baseou para dar o seu ponto da situação à Direção-Geral da Saúde".

“Isto são órgãos consultivos, de diferentes especialistas que consultam diferentes tipos de documentos nacionais e internacionais e depois eles próprios formam a sua opinião fundamentada na ciência e em pareceres de outros especialistas e fazem uma posição final da Comissão Técnica de Vacinação contra a Covid-19 que é entregue à diretor-geral da Saúde”, explicou.

Questionada sobre as críticas de partidos políticos que acusam a DGS de falta de transparência, Graça Freitas disse que isso não acontece.

PUB
PUB
PUB

“Não creio que não haja transparência porque esses pareceres depois são vertidos para normas que remetem elas próprias para documentos consultados e pode qualquer pessoa consultar”, esclareceu, adiantando que em relação à vacinação das crianças ainda decorre hoje uma reunião para definir o intervalo entre as doses.

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados