Vítor Campelos: «No Chaves não há titulares, nem suplentes»

19 ago, 14:37
Vítor Campelos no Al Taawon

Treinador dos flavienses determinado em vencer um Vizela «muito competitivo»

Vítor Campelos, treinador do Desportivo de Chaves, considera que o Vizela «é uma equipa competitiva», mas garante que o seu plantel sabe o que tem de fazer para vencer o jogo da terceira jornada Liga, este sábado (18h00), em casa.

«O Vizela é uma equipa competitiva, com as ideias bem assimiladas, até porque já trabalha há algum tempo com o mesmo treinador. Sabemos aquilo que vamos encontrar. Mais importante do que tudo, e respeitando muito o nosso adversário, é aquilo que nós podemos e devemos fazer», frisou o treinador dos flavienses em conferência de imprensa.

Depois da primeira vitória da época, em casa do Marítimo (2-1), o treinador está agora focado em somar os segundos três pontos para dar «ainda mais significado» à «vitória do último jogo na Madeira».

Para tal, Vítor Campelos garante que, durante a semana, preparou «bem o jogo» e que os seus jogadores vão «fazer de tudo para tentar vencer», reforçando que no plantel dos visitados «não há jogadores titulares, não há jogadores suplentes», pois «todos são extremamente importantes e têm-no demonstrado».

«Quem quer que seja o onze que vai jogar amanhã [sábado] e os jogadores que estejam no banco, tenho a certeza absoluta que vão estar preparados para fazer um bom jogo, corresponder àquilo que lhes é pedido e vão puxar pela nossa massa adepta», afirmou.

Recordando a primeira partida da época, frente ao V. Guimarães (0-1), o treinador vimaranense referiu a importância do apoio dos adeptos nos jogos em casa, os quais quer brindar «com uma boa exibição».

«Amanhã é o jogo mais importante da época porque é o próximo. É como se fosse uma final, como são as 34 jornadas deste campeonato. Como tenho dito aos jogadores, ainda faltam 32 jornadas, mas já só faltam 32 jornadas”, referiu.

Quanto ao plantel, que admite ainda não estar fechado, e sem revelar lista de convocados, Vítor Campelos vincou a importância de o clube ter ficado «com um núcleo de jogadores do ano passado», que já conhece as ideias da equipa técnica e aquilo que esta procura «durante o jogo».

«Queremos que todos os jogadores percebam o que têm de fazer na sua posição em função da bola, assim como queremos que também percebam o que é que os colegas têm de fazer. Sentimos que os jogadores que têm chegado têm assimilado bem as ideias», frisou.

Vítor Campelos reforçou, porém, que «a época está no início», acrescentando que tanto a equipa técnica «como a administração» estão conscientes de que é necessário «que chegue mais gente para acrescentar ainda mais qualidade» aos valentes transmontanos. Ainda assim, garantiu estar satisfeito com os jogadores com quem tem trabalhado, referindo que têm «correspondido de sobremaneira».

Relacionados

Patrocinados