Desp. Chaves: «Depois de dez longos meses, estamos preparados»

20 mai, 15:14
Vítor Campelos no Al Taawon

Vítor Campelos na antevisão do jogo da primeira mão do play-off da Liga frente ao Moreirense

Vítor Campelos, treinador do Desportivo de Chaves, acredita que o play-off frente ao Moreirense, para decidir quem compete na I Liga na próxima temporada, será «equilibrado» e adianta que a sua equipa está «confiante» para o primeiro embate marcado para este sábado (20h00).

«Depois destes dez longos meses, estamos preparados para estes dois jogos. Tenho a certeza que vão ser equilibrados, porque estamos muito confiantes e otimistas», realçou o treinador na antevisão à receção ao Moreirense no Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira.

As duas equipas discutem um play-off em que a melhor, numa eliminatória a duas mãos, assegura a presença na I Liga da próxima época, o que, para o Moreirense, seria a manutenção e para o Desportivo de Chaves uma promoção.

O técnico dos transmontanos realçou a recuperação feita durante a época na II Liga, apesar de, na última jornada, ter falhado a subida direta, ao perder frente ao Rio Ave, que se sagrou campeão e subiu, a par do Casa Pia, o segundo classificado.

«Queríamos ter subido diretamente. Mas, se fizermos uma retrospetiva, em novembro, se dissessem que o Chaves nesta altura ia estar no play-off, pouca gente acreditaria nisso. Fizemos uma recuperação fantástica a todos os níveis», sublinhou Campelos, lembrando que durante a primeira metade do campeonato os flavienses chegaram a estar a 15 e 13 pontos dos adversários diretos.

O técnico dos flavienses apontou também que o plantel está «muito otimista» para lutar pela subida, após uma temporada com 18 triunfos no segundo escalão.

Ainda numa análise ao desempenho, o treinador do emblema de Trás-os-Montes referiu que o fator casa pode ser importante, pois o Desportivo de Chaves somou apenas uma derrota esta época no seu estádio, a única desde que Campelos chegou ao clube em fevereiro de 2021.

Para ultrapassar os cónegos, Vítor Campelos pediu «muito controlo emocional» à sua equipa, que terá de ter «um coração muito quente e cabeça fria, muita coragem e vontade de vencer».

«Queremos manter a ideia que fomos deixando durante a época. Uma equipa que joga bem está mais perto de ganhar e creio que fomos das equipas que praticaram o melhor futebol durante o campeonato. É preciso ter coragem para jogar e para ter bola, porque acreditamos muito que quem joga melhor está mais perto de ganhar», salientou.

Sobre o adversário, orientado por Ricardo Sá Pinto, o treinador dos transmontanos alertou para uma «equipa valorosa», que joga numa divisão superior.

O Desportivo de Chaves tem o plantel na máxima força, à exceção do defesa e capitão Luís Rocha, que falha o encontro por castigo.

Depois do primeiro jogo, em Chaves, a segunda mão está marcada para 29 de maio, já em Moreira de Cónegos, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados