Desemprego na Zona Euro cai para 6,5% em outubro atingindo mínimo histórico desde 2008

Agência Lusa
1 dez 2022, 11:12
Emprego (Getty Images)

A taxa de desemprego na Zona Euro caiu para 6,5% em outubro, o que compara com 7,3% no mesmo mês de 2021, anunciou hoje o gabinete estatístico da União Europeia, revelando ser um mínimo histórico desde 2008.

Dados hoje publicados pelo Eurostat revelam que, em outubro desde ano, a taxa de desemprego da zona euro com ajustamento sazonal foi de 6,5%, contra 6,6% em setembro passado e 7,3% em outubro de 2021. Já no conjunto da UE, a taxa de desemprego da UE foi de 6% em outubro deste ano, contra 6,1% em setembro passado e 6,6% em outubro de 2021. Em ambos os casos, de acordo com os números do Eurostat, está em causa um valor mínimo recorde desde a série estatística, iniciada em 2008.

Em outubro deste ano, a taxa de desemprego em Portugal foi de 6,1%, o que compara com uma percentagem idêntica em setembro e contra 6,3% em outubro de 2021. Em termos absolutos, o Eurostat estima que 12,953 milhões de homens e mulheres na UE, dos quais 10,872 milhões na Zona Euro, estavam desempregados em outubro de 2022. Em comparação com outubro de 2021, o desemprego diminuiu, no mesmo mês deste ano, em 1,158 milhões na UE e em 1,053 milhões na zona euro.

No que toca ao desemprego juvenil, em outubro deste ano, um total de 2,872 milhões de jovens com menos de 25 anos estavam desempregados na UE, dos quais 2,326 milhões estavam na zona euro, uma taxa de 15,1% para o conjunto do bloco comunitário e de 15% no espaço da moeda única.

Por género, a taxa de desemprego das mulheres foi de 6,4% na UE em outubro deste ano, estável em relação ao mês anterior, enquanto a dos homens foi de 5,7%, contra 5,8% no mês anterior.

Na Zona Euro, a taxa de desemprego das mulheres foi de 7% em outubro deste ano, contra 7,1% no mês anterior, enquanto a dos homens foi de 6,1%, contra 6,2% no mês anterior, adianta o Eurostat.

Europa

Mais Europa

Patrocinados