Democratas e Republicanos anunciam acordo para regulamentar acesso a armas

CNN Portugal , com Lusa
12 jun, 17:29
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos

A medida prevê a criação de leis estatais que permitem que polícias ou familiares possam criar petições nos tribunais para manter armas fora do alcance de pessoas consideradas perigosas

Negociadores dos dois principais partidos políticos nos Estados Unidos da América anunciaram a criação de uma estrutura bipartidária em resposta aos tiroteios em massa do mês passado, um pequeno avanço que prevê restrições no acesso a armas e reforça esforços para melhorar a segurança escolar e os programas de saúde mental.

“Hoje, estamos a anunciar uma proposta bipartidária e de bom senso para proteger as crianças da América, manter nossas escolas seguras e reduzir a ameaça de violência em nosso país”, disse um dos autores da proposta, o Senador democrata Chris Murphy.

A proposta fica muito aquém das medidas mais duras defendidas pelo Presidente Joe Biden e muitos senadores Democratas. A medida prevê a criação de leis estatais que permitem que polícias ou familiares possam criar petições nos tribunais para manter armas fora do alcance de pessoas que podem colocar em risco a si próprios ou a terceiros.

Todavia, se o acordo levar à promulgação de legislação, isso sinalizaria uma mudança de anos de massacres com armas que sempre redundaram num impasse no Congresso.

Os líderes dos dois partidos no Senado esperam transformar qualquer acordo em lei rapidamente -- já este mês -- antes que o impulso político esmoreça, provocado pelos recentes tiroteios em massa em Buffalo (Estado de Nova Iorque) e Uvalde (Texas).

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados