Em mais de 8 mil cuidadores informais, apenas 181 tiveram direito a descanso em 2021

27 abr, 09:01
Cuidadores informais

Subsídio atribuído aos cuidadores informais paga apenas metade do custo de um internamento provisório

Dos 8.122 cuidadores informais reconhecidos pelo Estado, até 31 de março, apenas 181 tiveram direito a descanso no ano passado. De acordo com os dados do Ministério da Segurança Social, a que o Jornal de Notícias (JN) teve acesso, em média, cada utente pagou cerca de 20,56 euros por dia e os internamentos variavam entre os 30 e os 90 dias.

No entanto, dado que a comparticipação dos encargos de apoio social é determinada em função do agregado familiar, houve utentes que não tiveram de pagar nada para ter acesso à Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Há dois anos, dos mais de 8 mil cuidadores informais, apenas 24 estiveram internados na RNCCI.

Fazendo contas, se multiplicarmos 20,56 euros por 30 dias, isso significa que cada utente paga cerca de 616 euros num mês de internamento. Um valor que representa o dobro do subsídio atribuído aos cuidadores informais, que ronda os 310 euros. 

Em declarações ao JN, a vice-presidente da Associação Nacional Cuidadores Informais, Maria dos Anjos Catapirra, considera que "poucas pessoas" têm condições para beneficiar do descanso do cuidador dado os valores cobrados. "Conheço um casal a quem pediram 900 euros por mês, o que correspondia à reforma dos dois. Como é que depois iam pagar a renda e as outras despesas?", questionou. 

Maria dos Anjos Catapirra revela que existe ocupação indevida de vagas nos cuidados continuados das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e que isso se deve a uma falta de controlo. Existem casos, denunciou, de idosos que são abandonados nos hospitais e de pessoas que não estão dependentes de um cuidador, tudo para as IPSS receberem o apoio da Segurança Social. 

Recorde-se que o Estatuto do Cuidador Informal prevê o direito a 30 dias de descanso, com base numa avaliação técnica ou a pedido do cuidador. Em contrapartida, o número de camas não consta da lei. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados