Uma criptomoeda norte-americana? Biden quer avaliação de risco

8 mar, 07:29
O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden

O The Wall Street Journal avança que a ordem deve ser formalmente anunciada esta semana. Agências norte-americanas vão ter de preparar recomendações sobre o mercado da moeda digital no prazo de três a seis meses.

Os Estados Unidos estão a avaliar a criação de uma criptomoeda, noticia o The Wall Street Journal.

O presidente norte-americano, Joe Biden, está a preparar um decreto executivo para que seja avaliada a criação de uma moeda digital, que, tal como o dólar, seria apoiada pela Reserva Federal.

Biden deverá solicitar também ao Departamento do Tesouro que examine os riscos potenciais colocados pelas criptomoedas à estabilidade financeira ou à segurança nacional, inclusive através de financiamento ilícito.

A ordem, que deverá ser formalmente anunciada esta semana, de acordo com o jornal, vai solicitar que as agências norte-americanas prepararem recomendações sobre o mercado das criptomoedas no prazo de três a seis meses.

Por outro lado, a análise também vai incidir sobre a forma como outros países lidam com os sistemas de pagamento digitais e que efeito podem ter na competitividade económica, bem como o impacto ambiental da mineração (criação) das criptomoedas nos computadores, devido ao consumo intensivo de energia.

Desde o lançamento da bitcoin, há 13 anos, a criptomoeda mais utilizada, o governo dos EUA não tem sido claro sobre como regular a sua utilização e, até agora, não conseguiu desenvolver uma regulamentação abrangente.

Os Estados Unidos criticaram, no entanto, a adoção da bitcoin como moeda legal em El Salvador: na semana passada, o Departamento de Estado advertiu num relatório que complica a luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo no país.

Além disso, em fevereiro, três senadores norte-americanos introduziram uma iniciativa legislativa para delinear um plano para "mitigar os riscos" para o sistema financeiro norte-americano colocados pela utilização da bitcoin em El Salvador.

Relacionados

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados