Saiba tudo sobre o Euro aqui

Crime “demoníaco". Homem detido por matar e esquartejar motorista da Uber Eats

MSM
27 abr 2023, 18:40
Solis

Desapareceu quando foi fazer a última entrega. Os dados do GPS levaram à terrível descoberta

Ia fazer a última entrega e estaria em casa em breve, escreveu Randall Cooke numa mensagem para a mulher. Depois disso, não deu mais notícias. Foi vítima do que foi descrito pelo Xerife do condado norte-americano de Pasco, Chris Nocco, como algo “demoníaco”. O motorista da Uber Eats foi assassinado e o seu corpo desmembrado foi encontrado em sacos do lixo.

As autoridades já detiveram um homem por este crime. Oscar Solis, de 30 anos, foi detido em Holiday, nos Estados Unidos, depois dos restos mortais de Randall Cooke terem sido descobertos na sua casa, anunciou o xerife em conferência de imprensa.

“Isto foi um crime horrível. Isto foi demoníaco. O que ele fez foi demoníaco”, disse Chris Nocco.

Os investigadores acreditam que Solis tentou assaltar Cooke e que acabou por matá-lo, lê-se num comunicado do gabinete do xerife, citado pela CNN.

Os dados do GPS, fornecidos pela Uber, mostraram que o último local onde Randall Cooke tinha estado era a casa de Solis. Para além disso, imagens de videovigilância da casa mostravam o motorista à porta, pouco depois de mandar a mensagem à mulher. A seguir a imagem ficou cortada, é descrito na relatório da polícia.

No dia seguinte, o vídeo de uma outra câmara mostrava Solis e uma outra pessoa a carregar sacos do lixo junto à casa, sendo que um deles parecia pesado e foi arrastado.

Quando os investigadores abriram os sacos, encontraram restos mortais que, mais tarde, o médico legista confirmou pertencerem a Randall Cooke. Os sacos continham ainda roupas manchadas de sangue e uma camisa, que parecia ser da vítima, com várias marcas de furos.

A aliança de casamento e as chaves do carro de Randall Cooke estavam no interior da habitação, revelou o xerife Chris Nocco. Mas as pistas que denunciaram o envolvimento de Solis neste crime não ficaram por aqui.

O carro da vítima foi encontrado abandonado perto da casa do suspeito, escreve a CNN, citando o relatório policial. No seu interior terá sido encontrado um saco de lixo, com panos e lenços de papel, aparentemente manchados de sangue, um saco de entregas semelhante ao que Cooke carregava nas imagens de videovigilância e um cartão de ponto com o nome de Solis.

Segundo o xerife, Oscar Solis é membro do MS-13, um gangue violento ligado ao tráfico de drogas e seres humanos, e não existiria qualquer ligação entre este e a vítima: “Ao que parece, um senhor estava a trabalhar, fazia a sua última entrega da noite, e esta pessoa matou-o, sem motivo.”

 

 

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados