Organizou uma festa, conduziu um homem para a floresta, matou-o e ocultou o corpo em Pedrógão Grande. Ficou em prisão preventiva

Agência Lusa
28 set 2023, 08:50
Polícia Judiciária

A vítima ter-se-á deslocado a Portugal para participar no evento e “aparentemente, não conhecia pessoalmente o arguido”

O suspeito de ter matado um homem em Pedrógão Grande, na madrugada de domingo, vai aguardar o desenrolar do inquérito em prisão preventiva, determinou hoje o Tribunal de Leiria, informou a Polícia Judiciária (PJ) em comunicado.

Segundo a PJ, o juiz de instrução criminal decretou a medida de coação mais gravosa ao detido, um cidadão estrangeiro de 27 anos, após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial esta tarde.

A Judiciária informa que, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Pedrógão Grande, deteve um homem, “pela presumível autoria de um crime de homicídio e de um crime de profanação de cadáver, na localidade de Soalheira, Pedrógão Grande”, no distrito de Leiria.

O arguido terá organizado uma festa, numa propriedade rural, e “conduziu a vítima para um local de floresta, isolado, onde, munido de uma faca, o atacou, com inusitada violência, atingindo-o em várias zonas do corpo e provocando-lhe a morte”.

“Após cometer o homicídio, o suspeito ocultou o cadáver, utilizando ramos de árvore e peças de roupa”, lê-se no comunicado.

A PJ adianta ainda que, posteriormente, o arguido “revelou aos outros participantes na festa, os factos que tinha praticado, tendo os mesmos, depois de confirmarem a sua veracidade, se dirigido à GNR de Pedrógão Grande, na companhia do arguido, para denunciar a situação”.

A vítima é um homem de 37 anos, também estrangeiro, ter-se-á deslocado de propósito a Portugal para participar no referido evento, e, segundo a PJ, “aparentemente, não conhecia pessoalmente o arguido”.

Aquele órgão de polícia criminal acrescenta que “ainda não foi possível apurar o motivo para a prática dos crimes, mas, ao que tudo indica, estará afastada qualquer relação com jogos ou desafios ‘online’”.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados