Campanha de vacinação contra a covid-19 e gripe arranca em setembro

8 jun, 17:29
Graça Freitas

Quanto à disponibilidade de vacinas adaptadas à nova variante da Ómicron, BA.5, o presidente do Infarmed esclareceu que os contratos celebrados com as farmacêuticas "preveem que as vacinas adaptadas serão disponibilizadas" assim que for possível.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, anunciou esta quarta-feira que a campanha de vacinação contra a covid-19 e gripe sazonal irá arrancar no dia 5 de setembro, numa "lógica de proteção" dos grupos mais vulneráveis (idosos, pessoas com mais de 18 anos com doenças graves, profissionais de saúde e utentes de lares e cuidados continuados).

"No dia 5 de setembro contamos iniciar estas duas campanhas em simultâneo, e começamos a vacinar os lares, a rede nacional de cuidados continuados, e as pessoas com 80 ou mais anos", começou por dizer a responsável da DGS, em conferência de imprensa conjunta com a ministra da Saúde e com o presidente do Infarmed, Rui Ivo.

Na segunda ou terceira semana de setembro, continuou Graça Freitas, a DGS prevê começar a vacinar as pessoas com 70 ou mais anos, e "cerca de um mês depois" as pessoas com 65 ou mais anos.

Este plano de vacinação prevê um investimento de 15 milhões de euros em vacinas contra a gripe e 6,9 milhões de vacinas disponíveis para a vacinação contra a covid-19.

O objetivo, de acordo com Graça Freitas, é chegar a dezembro com "todas as pessoas dos grupos mais vulneráveis vacinadas". A diretora-geral da Saúde ressalvou, contudo, que este plano de vacinação está dependente da evolução da pandemia.

Quanto à disponibilidade de vacinas adaptadas à nova variante da Ómicron, BA.5, o presidente do Infarmed tomou a palavra para esclarecer que os contratos estabelecidos com as farmacêuticas "preveem que as vacinas adaptadas serão disponibilizadas" assim que for possível.

"Os contratos celebrados a nível europeu pela Comissão Europeia preveem essa possibilidade, ou seja, se vierem a ser disponibilizadas vacinadas adaptadas, elas já estão previstas e serão disponibilizadas ao abrigo desses mesmos contratos", precisou.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados