Covid-19: especialista recomenda apresentação de certificado digital para acesso a novo emprego

16 fev, 19:17
Covid-19 no trabalho (AP)

Objetivo é reforçar a importância da vacinação, que deve continuar a ser uma prioridade

Entre as medidas apresentadas para o alívio de restrições relativas à covid-19, a especialista Raquel Duarte defende, no nível 1, a apresentação de um certificado digital (que atesta a recuperação, vacinação ou testagem) para trabalhadores que iniciem contratos com empresas.

Esta é uma das medidas defendidas apresentaram o plano esta quarta-feira no Infarmed, e pode incentivar a vacinação em Portugal, que é um dos países com maior taxa de cobertura vacinal, e que assim deve continuar, para fazer face ao possível aparecimento de novas variantes no nível 1. Além disso, como aponta Raquel Duarte, seria também uma forma de ter maior proteção entre os trabalhadores das empresas, evitando ao máximo contágios, e até o desenvolver de formas graves da doença entre os funcionários.

“É um compasso de espera para o nível 0, no qual já podemos fazer apenas monitorização”, destaca, referindo a utilização de máscara como um ponto que também é essencial no contexto laboral.

No fundo, trata-se de uma “camada de segurança”, uma vez que a testagem massiva, o teletrabalho e a lotação dos espaços vão deixar de ser aplicadas.

Esta é, de resto, uma recomendação que Raquel Duarte já trazia de anteriormente, defendendo que as empresas deviam, de forma facultativa, pedir os certificados digitais aos seus trabalhadores, tal como sugere que se passe a fazer para quem seja contratado.

Recorde-se que, ao contrário do que existe noutros países, Portugal não instituiu a vacinação obrigatória, pelo que esse requisito não pode ser pedido pelas empresas para contratar funcionários. No estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, por exemplo, mais de 1.400 funcionários foram despedidos por recusarem a vacinação, num cenário que foi repetido em muitos outros estados de um país onde o fenómeno negacionista tem outra dimensão.

O plano de Raquel Duarte será tido em conta pelo Governo, que já disse que vai avançar com o alívio de medidas "tão rápido quanto possível".

O Governo reúne-se esta quinta-feira para discutir a aplicação de novas medidas, sendo que o plano de Raquel Duarte prevê o fim de limitações em várias áreas.

Relacionados

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados