Mais de 17 milhões de pessoas da zona europeia da OMS sofreram de covid prolongada. Sintomas duraram três meses

Agência Lusa , CE
13 set, 10:15
Covid-19

Houve um aumento de 307% nos novos casos de covid de longo prazo identificados entre 2020 e 2021

Pelo menos 17 milhões de pessoas nos 53 estados-membros da região europeia da Organização Mundial da Saúde (OMS) sofreram "covid prolongada nos dois primeiros anos da pandemia", foi esta terça-feira anunciado.

De acordo com uma pesquisa apresentada na reunião anual do Comité da OMS para a Europa em Telavive, Israel, mais de 17 milhões de pessoas na região europeia teriam experimentado "uma condição pós-covid-19, também conhecida como covid prolongada", sofrendo "uma duração dos sintomas de pelo menos três meses em 2020 e 2021"

Segundo dados de um estudo feito pelo centro da Escola de Medicina da Universidade de Washington para a OMS e apresentado esta terça-feira em Telavive, houve um aumento significativo de 307% nos novos casos de covid de longo prazo identificados entre 2020 e 2021.

As mulheres, segundo o estudo, "têm mais possibilidades que os homens de ter covid longa", enquanto "o risco aumenta drasticamente" quando se trata de pacientes graves com covid-19. Nestes casos, uma em cada três mulheres pode sofrer de covid persistente, o mesmo que um em cada cinco homens.

"Esses dados destacam a necessidade urgente de mais análise, mais investimento, mais apoio e mais solidariedade" com aqueles que sofrem de covid prolongada", disse Hans Henri P. Kluge, diretor regional da OMS para a Europa, no segundo dia da 72ª reunião do Comité Regional da OMS para a Europa, que começou segunda-feira e termina na quarta-feira.

A pesquisa apresentada hoje também alerta que cerca de 145 milhões de pessoas em todo o mundo sofreram qualquer um dos três sintomas de covid de longo prazo nos primeiros dois anos da pandemia. Isso inclui fadiga com dores no corpo, alterações de humor, problemas cognitivos e falta de ar.

A maioria das pessoas que passaram pela covid-19 recuperam completamente, mas entre 10 e 20% desenvolveram efeitos a médio e longo prazo.

A OMS anunciou hoje a criação de uma parceria oficial com a Long COVID Europe, uma rede de 19 entidades de pacientes de países da região europeia.

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados