Em quarentena, Bolonha deixou Inter sozinho no relvado e não houve jogo

6 jan, 12:10
Bolonha-Inter (Elisabetta Baracchi/EPA)
Bolonha-Inter (Elisabetta Baracchi/EPA)

Autoridade de saúde local não permitiu que o jogo se realizasse

PUB

O Bolonha-Inter de Milão, que deveria ter começado às 11h30 desta quinta-feira, não se realizou devido a um surto de covid-19 na equipa da casa.

Nesta quarta-feira, a autoridade de saúde local decretou quarentena obrigatória para todos os membros da equipa de futebol do Bolonha até 9 de janeiro, o que significava que a equipa não podia apresentar-se em campo para defrontar o Inter mesmo que os regulamentos da Serie A o permitissem.

PUB

O Bolonha solicitou o adiamento do jogo, mas a Serie A não deu qualquer resposta e, por isso, os nerazzurri apresentaram-se no Estádio Renato Dall'Ara, não obstante saberem que a equipa da casa não ia comparecer.

Os jogadores do Inter chegaram inclusive a realizar exercícios de aquecimento e entregaram mesmo a ficha de jogo, cumprindo todos os protocolos.

Além de Bolonha, Torino, Udinese e Salernitana também receberam indicação para quarentenas de cinco dias a todos os membros das equipas, pelo que também não conseguirão comparecer nos respetivos jogos marcados para esta quinta-feira: respetivamente contra a Atalanta, a Fiorentina e o Veneza. Jogos esses que a Liga italiana também ainda não suspendeu ou adiou formalmente.

PUB
PUB
PUB

Em declarações à Sky Sport, Giuseppe Marotta, CEO do Inter, pediu que o protocolo seja aplicado de igual forma a todas as equipas. «Não é normal que o Verona jogue contra o Spezia com 11 jogadores positivos, enquanto outras equipas tenham de parar com menos casos positivos».

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados