Vacinação sazonal contra a covid-19 e gripe arranca a 7 de Setembro

2 set, 15:22
Vacinação em lares de idosos

A campanha de vacinação da covid-19 vai utilizar já as vacinas adaptadas à variante Ómicron e que foram aprovadas quinta-feira pelo regulador europeu

A campanha de vacinação sazonal contra a covid-19 a gripe arranca já no dia 7 de Setembro, anunciou Graça Freitas esta sexta-feira.

Numa conferência de imprensa em Lisboa, a diretora-geral da Saúde estabeleceu que a convocatória vai decorrer da mesma forma que as anteriores: a prioridade inicial serão as pessoas "mais vulneráveis" - com 80 ou mais anos de idade e as pessoas “com doenças, ou seja comorbilidades”.

"Neste outono/inverno podem e devem vacinar-se", instou Graça Freitas, adiantando que serão utilizados os fármacos adaptados contra a covid-19 contendo a estirpe original e a variante Ómicron (aprovados na quinta-feira pela EMA), "dado que estas vacinas têm um perfil de eficácia e segurança adaptado às novas variantes em circulação".

De acordo com a DGS, a administração das vacinas poderá ser feita no mesmo dia, em membros distintos - uma no braço direito e outra no braço esquerdo - "uma vez que a prática de administrar estas duas vacinas ao mesmo tempo é segura e é efetiva".

A vacina contra a covid-19 será, contudo, administrada com pelo menos três meses de intervalo desde a última dose ou infeção "para garantir que ninguém fica desprotegido".

As pessoas elegíveis para a vacina sazonal contra a covid-19 fazem apenas esta dose, independentemente dos reforços efetuados no passado, destacou a DGS. Isto significa que basta ter as duas doses iniciais e, depois, a vacinação sazonal "como se faz para a gripe".

Para quem ainda não fez as duas doses iniciais da vacina contra a covid-19, as únicas vacinas que estão aprovadas são as "originais", disse ainda Graça Freitas. 

Já em relação à gripe, as autoridades de Saúde vão usar pela primeira vez "uma vacina de dose elevada, com uma composição antigénica quatro vezes superior à fórmula-padrão, o que lhe confere uma eficácia superior". 

"Esta vacina será utilizada nos mais vulneráveis, ou seja, nas pessoas residentes em estabelecimentos para idosos", detalhou a diretora-geral da Saúde.

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados