Pfizer diz que terá vacina contra a variante Ómicron em março

11 jan, 09:04
Pfizer
Pfizer

A farmacêutica norte-americana está a atualizar a sua vacina contra a covid-19, para que seja ainda mais eficaz contra a variante Ómicron

PUB

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, afirmou esta segunda-feira que "é necessária" uma vacina contra a covid-19 atualizada, para que esta seja ainda mais eficaz contra a variante Ómicron, e adiantou que a farmacêutica norte-americana pode ter o fármaco disponível já em março.

Segundo Albert Bourla, a Pfizer e a parceira BioNTech estão a trabalhar paralelamente numa versão da vacina direcionada à Ómicron e noutro fármaco que inclui a vacina anterior e uma voltada para a variante altamente transmissível.

PUB

"Acho que é o cenário mais provável", começou por afirmar o CEO, citado pela Reuters, numa conferência sobre saúde. "Estamos a desenvolver doses mais altas. Estamos a trabalhar em diferentes agendas. Estamos a fazer várias coisas neste momento", precisou.

A notícia surge no dia em que veio a público que a Agência Europeia do Medicamento (EMA) se irá reunir, na quarta-feira, com as quatro farmacêuticas produtoras das vacinas contra a covid-19 para perceber se poderão ser realizados ensaios clínicos especificamente de vacinas contra a variante Ómicron.
 
De acordo com Bourla, a Pfizer pode estar pronta para entrar com um pedido no regulador norte-americano para uma vacina redesenhada e lançá-la logo em março.

PUB
PUB
PUB

O presidente assegurou ainda que farmacêutica aumentou a sua capacidade de produção da vacina de tal forma, que não será um problema mudar imediatamente.

Vacinação contra a covid-19 pode ser anual?

O líder da Pfizer admitiu ainda que as vacinas contra a covid-19 podem ser, eventualmente, administradas anualmente na maioria das pessoas e que alguns grupos de risco podem mesmo ser elegíveis para receber o fármaco mais frequentemente.

Também o CEO da Moderna, Stephane Bancel, afirmou que pode ser necessária uma dose adicional do fármaco no outono, uma vez que a eficácia das doses de reforço provavelmente cairá ao longo dos próximos meses.

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados