A partir da meia-noite, passageiros oriundos da China serão sujeitos a testagem aleatória em Portugal

CNN Portugal , DCT
6 jan, 20:20
Covid-19 (AP Photo/Emily Wang Fujiyama)

Já a partir de dia 8, os passageiros que cheguem da China terão de apresentar um teste negativo à covid-19.

A partir da meia-noite, passageiros oriundos da China “serão sujeitos a testagem aleatória” nos aeroportos de Portugal, anuncia o Ministério da Saúde. Já a partir de dia 8, os passageiros que cheguem da China terão de apresentar um teste negativo à covid-19.

“Face à situação epidemiológica da COVID-19 na China, Portugal procede à implementação de medidas de monitorização do vírus SARS-CoV-2, nos voos provenientes desse país”, diz o comunicado enviado esta sexta-feira às redações.

A partir das zero horas de dia 8, “e com impacto já no voo seguinte procedente da China, os passageiros provenientes daquele país terão de apresentar, no momento do embarque, um teste negativo, PCR ou TRAg, realizado no máximo até 48 horas antes do início do voo”, sendo que são as “companhias áreas” as “responsáveis pelo cumprimento da medida no embarque”.

Diz ainda o Ministério da Saúde que “os passageiros e tripulação de voos com origem e destino na China”, devem usar máscara durante o voo e “reforçar as medidas de higiene, designadamente lavagem e desinfeção das mãos”.

Simultaneamente, diz o ministério liderado por Manuel Pizarro, “serão aplicados mecanismos de monitorização de águas residuais no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa e nas aeronaves provenientes da China, com vista à identificação de vírus SARS-CoV-2 e posterior sequenciação genómica”.

No início da semana, a União Europeia (UE) encorajou “fortemente” os Estados-membros a imporem testes à covid-19 antes da partida de passageiros oriundos da China, medida que deve ser mal recebida por Pequim e que já foi criticada pelo setor da aviação.

Relacionados

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados