O que é, como é feita e para que serve a Tracking Poll?

18 jan, 19:01
António Costa e Rui Rio. Foto: Armanda Claro

Esta terça-feira, a Tracking Poll feita para a CNN Portugal pela Pitagórica mostra pela primeira vez a influência do debate entre António Costa e Rui Rio nas intenções de voto. Perceba porque os dados só são revelados agora, depois de quatro dias de entrevistas

Esta terça-feira a Tracking Poll feita pela Pitagórica para a CNN Portugal revela os primeiros dados relativamente ao impacto que o debate entre António Costa e Rui Rio teve no eleitorado que irá votar nas legislativas. O frente-a-frente entre os dois candidatos a primeiro-ministro aconteceu na quinta-feira, mas a sondagem só é revelada neste momento para permitir uma margem de erro menor.

Para isso acontecer, a Pitagórica conduziu entre sexta-feira e segunda-feira 608 entrevistas (com uma média móvel de 152 por dia) representativas das condições sociodemográficas do país, garantindo um nível de confiança de 95,5%. 

Estas análises a quatro dias “não são menos rigorosas do que os barómetros realizados mensalmente” e os técnicos trabalham com uma margem de erro menor a 5. Durante este processo, são feitas uma série de entrevistas individuais continuamente ao longo do tempo para medir as mudanças de atitude e comportamento, afirma à CNN Portugal Alexandre Picoto, diretor da Pitagórica.

“De quatro em quatro dias, fazemos uma renovação total da amostra”, explica, salientando que quem já respondeu a ume entrevista não é contactado novamente, para que o resultado apurado após esse período seja “totalmente novo”. Ou seja, para considerar o impacto real do debate entre Costa e Rio, os profissionais da Pitagórica recolhem 25% da amostra a cada dia, perfazendo o total nesta segunda-feira.

O termo ‘tracking’, associado a um seguimento de um certo grupo de pessoas, pode levar erroneamente a pensar este método como uma técnica para descrever a evolução das atitudes de um grupo fixo sobre um certo tema ao longo de um período. Na verdade, usando esta técnica, são sempre usadas entrevistas a pessoas “novas”. “Não é um painel”, refere Alexandre Picoto, reiterando que a regra da aleatoriedade proíbe isso de acontecer. 

Em oposição, a sondagem sobre quem venceu o debate entre António Costa e Rui Rio feita pela Pitagórica para a CNN Portugal foi feita através de um painel. Ou seja, foram contactadas uma série de pessoas, representativas do país, que afirmaram ir ver o debate para que, durante o confronto, revelassem a opinião que tiveram do mesmo.

Por outro lado, ao permitir a renovação da amostra enquanto se realizam sondagens diárias através de números de telefone aleatórios, a Tracking Poll permite “monitorizar o contínuo comportamento do eleitor, cruzando informações para observar as tendências seguidas, a rejeição e a intenção de voto", afirma Picoto.

Este método é habitualmente associado a campanhas eleitorais e já está em curso “há muitos anos”, explica Alexandre Picoto, reiterando que é uma ferramenta essencial para os partidos. É um método que permite a um líder perceber se está a perder espaço no Norte, ou nas classes baixas, permitindo que os mesmos vão tentando corrigir os efeitos”.

Para além da política, a Tracking Poll é utilizada para uma variedade de outras investigações, desde a medição do sentimento de um consumidor relativamente a um produto, até à avaliação de anúncios em investigações de marketing. No fundo, aplica-se a todas as avaliações contínuas, desde que a amostra seja independente, em vez de uma avaliação pontual ou episódica de um certo tema.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados