Japão alerta navios para o risco de serem atingidos por míssil balístico norte-coreano

18 nov, 02:34
Televisão sul-coreana noticia lançamento de mísseis pela Coreia do Norte

Pyongyang lançou mais um míssil para o Mar do Japão. Será um míssil balístico intercontinental, e terá caído ao largo de Hokkaido. Navios dentro da Zona Económica Exclusiva nipónica foram alertados para o perigo

A Coreia do Norte disparou esta sexta-feira mais um míssil balístico em direção ao Mar do Japão. Segundo fontes militares sul-coreanas, o projétil, lançado pouco depois das 10h da manhã, hora da Coreia (menos 9 horas em Portugal), terá sido um míssil balístico intercontinental (ICBM).

Segundo um comunicado do Ministério da Defesa japonês, o lançamento ocorreu na costa ocidental da Coreia do Norte (perto da capital Pyongyang), às 10h14, e pela sua trajetória havia a possibilidade de o ponto de impacto ser dentro da Zona Económica Exclusiva (ZEE) do Japão. Foi lançado um alerta a todos os navios nas proximidades de Hokkaido, a prefeitura mais a Norte do país, pelo risco de serem atingidos pelo míssil ou por destroços.

Numa primeira reação, o primeiro-ministro japonês disse que o projétil terá mesmo caído nas águas a oeste da província de Hokkaido, provavelmente dentro da ZEE do Japão, mas que não há relato de danos. Falando na Tailândia, onde está a participar na cimeira do fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC), Fumio Kishida condenou o lançamento, dizendo que não pode tolerar tais provocações frequentes da parte norte-coreana.

O ICBM terá voado durante mais de uma hora, à semelhança de um projétil semelhante lançado em março. Esta é a 34ª ronda de lançamentos de mísseis por parte da Coreia do Norte em 2022, o que significa uma intensidade de disparos muito acima de qualquer outro ano. 

Ontem, o governo norte-coreano voltou a ameaçar o Sul, os Estados Unidos e o Japão com ações militares "mais ferozes", em protesto contra o entendimento dos aliados no sentido de aprofundarem a cooperação no âmbito de defesa e segurança, nomeadamente reforçando os compromissos de "dissuasão alargada".

Depois destas novas declarações inflamatórias do ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte, Choe Son-hui, Pyongyang lançou um míssil balístico de curto alcance para o Mar do Japão (que a Coreia refere como Mar Oriental).

"Dissuasão alargada" é o jargão utilizado para referir o compromisso dos EUA no sentido de utilizar todas as suas capacidades militares - incluindo armas convencionais, mas também nucleares - para defender a Coreia do Norte e o Japão, os seus principais aliados na região, e aqueles que estão na mira das ameaças do regime de Kim Jong-un.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados