Fartos de lançamentos de mísseis, EUA têm um aviso para Kim Jong-un: "Qualquer ataque nuclear vai resultar no fim do seu regime"

3 nov, 19:42
Lloyd Austin e Lee Jong-sup (Andrew Harnik/AP)

Lloyd Austin fala numa desestabilização da região e promete ações em caso de escalada para o nuclear de Pyongyang

Qualquer ação nuclear da Coreia do Norte contra os Estados Unidos ou outros países vai “resultar no fim do regime de Kim Jong-un”. A garantia foi dada pelo secretário da Defesa norte-americano, Lloyd Austin, que falou após um encontro com o seu homólogo sul-coreano.

“Qualquer ataque nuclear contra os Estados Unidos ou contra os seus aliados e parceiros, incluindo o uso de armas nucleares não-estratégicas, é inaceitável e vai resultar no fim do regime de Kim”, afirmou o responsável, em declarações também referidas num comunicado, e que surgem horas depois de novos testes com mísseis balísticos intercontinentais por parte de Pyongyang.

Os termos de Lloyd Austin vão ao encontro da retórica utilizada na Estratégia Nacional de Defesa, apresentada pelo Pentágono na semana passada.

  1. O secretário da Defesa norte-americano e o ministro da Defesa da Coreia do Sul expressaram a sua preocupação com os mais recentes lançamentos, depois de a Coreia do Norte ter iniciado uma bateria de testes, alguns dos quais colocaram o Japão em alerta.

Lloyd Austin considera que o aumento da tensão está a “desestabilizar a região”, pedindo a Pyongyang que “cesse esse tipo de atividade e comece a entrar num diálogo sério”. Apesar do tom de aviso, o responsável disse que Washington não planeia modificar a sua postura na região.

Ainda na quarta-feira a Coreia do Norte disparou 23 mísseis, o que constitui um recorde diário, e que faz com que Tóquio e Seul temam um ataque real.

Em resposta ao comportamento do regime de Kim Jong-un, Estados Unidos e Coreia do Sul anunciaram a extensão de exercícios que envolvem as forças aéreas de ambos os países, e que envolvem cerca de 240 caças norte-americanos.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados