Conforama reage a ataque informático: "Não temos indícios que tenham sido acedidos dados sensíveis de clientes"

14 nov, 17:41
Conforama (GettyImages)

Contudo, como mais vale prevenir do que remediar, a empresa aconselha os clientes a manter alguma "precaução quanto à receção de emails, mensagens ou outras comunicações que solicitem dados pessoais ou que incitem a aceder a links suspeitos"

A Conforama reconhece que "sofreu um acesso não autorizado ao sistema", naquilo que terá sido um ataque informático "sem precedentes", mas garante que o mesmo "não teve impacto nas operações". 

Em comunicado, a Conforama Iberia sublinha que a empresa "já ativou todos os protocolos de segurança e de contingência para mitigar os efeitos da situação, de acordo com os procedimentos legais em vigor". 

Apesar de o grupo de piratas informáticos ALPHV, também conhecido como BlackCat, ter exigido o pagamento de um resgate para não divulgar dados bancários de clientes e documentos oficiais, a Conforma Iberia afirmou: "Até ao momento, não temos indícios que tenham sido acedidos dados sensíveis de clientes". 

"Estamos também em condições de afirmar que todos os dados que os clientes partilham nas lojas e no website da marca não foram afetados", acrescentam.

Contudo, como mais vale prevenir do que remediar, a Conforama Iberia aconselha os clientes a manter alguma "precaução quanto à receção de emails, mensagens ou outras comunicações que solicitem dados pessoais ou que incitem a aceder a links suspeitos". 

A empresa lamenta ainda o "incómodo causado" e assegura que a resolução deste problema é a de "máxima prioridade". 

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados