Governo prolonga corte de impostos nos combustíveis por dois meses

1 jul, 07:06
Combustíveis (EPA)

O corte dos impostos em vigor aplicava-se apenas aos meses de maio e junho, terminando portanto a 30 de junho

O governo vai prolongar as medidas de mitigação do aumento dos preços dos combustíveis durante julho e agosto, anunciou esta sexta-feira o Ministério das Finanças em comunicado, confirmando o que tinha sido avançado pela CNN Portugal. O corte dos impostos em vigor aplicava-se apenas aos meses de maio e junho, terminando portanto a 30 de junho.

Assim sendo, o governo renova o apoio aos consumidores através de uma redução nos impostos e avança que aprovou novas medidas para os setores mais afetados.

"O desconto no ISP equivalente a uma descida da taxa do IVA dos 23% para 13% vai manter-se nos meses de julho e agosto. Quanto à compensação por via de redução de ISP da receita adicional de IVA decorrente de subidas de preços dos combustíveis, o valor ficará estabilizado nos próximos dois meses, terminando as atualizações semanais deste imposto", pode ler-se na nota.

Também a atualização da taxa de carbono vai manter-se suspensa por mais dois meses.

Perante as medidas, "a diminuição da carga fiscal será de 28,2 cêntimos por litro de gasóleo e 32,1 cêntimos por litro de gasolina". O desconto será reavaliado em agosto.

Segundo dados desta quinta-feira da Direção-Geral de Energia e Geologia, o preço médio em Portugal continental do gasóleo simples é neste momento de 2,062 euros por litro. Já o preço médio da gasolina simples 95 é de 2,101 euros por litro.

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados