Nove indígenas awá assassinados domingo na Colômbia

Agência Lusa , AM
1 ago, 07:20
Exército Colombiano

É o segundo massacre contra indígenas no país

Quatro indígenas awá foram assassinados numa zona rural do departamento colombiano de Narino, na fronteira com o Equador, elevando para nove os homicídios entre esta população, no domingo.

O segundo massacre ocorreu na aldeia de Altaquer, município de Barbacoas, onde quatro indígenas se encontravam num salão de jogos quando foram atacados por homens armados que chegaram ao local e dispararam tiros.

O antigo senador indígena Feliciano Valencia escreveu na rede social Twitter que se tinha registado um "novo massacre contra o povo indígena Awá". Quatro pessoas indígenas foram mortas e mais dois ficaram feridas na aldeia de Altaquer em Barbacoas, Narino".

Horas antes, cinco outros indígenas foram mortos e mais quatro feridos depois de homens armados terem disparado contra um grupo de habitantes de um bairro de La Unión, em Valle del Cauca, disse a secretária governamental do município, Jhoana Ayala.

Um dos casos mais recentes de violência contra os awá ocorreu a 3 de julho, quando três jovens membros foram mortos a tiro por dissidentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) na reserva indígena Inda Sabaleta, em Narino, quando se encontravam numa reunião.

A associação Minga denunciou então que grupos armados continuavam a matar indígenas apesar de este povo ser reconhecido pelo Tribunal Constitucional como estando em risco iminente de extinção e de beneficiar de medidas de proteção da Comissão Interamericana dos Direitos Humanos.

A Organização Nacional Indígena da Colômbia afirmou na semana passada que pelo menos 85 indígenas tinham sido mortos no país até meados de junho, sendo que mais de 30 eram awá.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados