Burger King rescinde contrato com Ibersol para desenvolvimento da marca em Portugal

Agência Lusa , DCT
6 fev, 08:58
Burger King

O contrato de desenvolvimento permitia que a Ibersol construísse mais 27 novos restaurantes durante os anos de 2022 e 2023

A Burger King rescindiu o contrato com a Ibersol para desenvolvimento da marca em Portugal, invocando incumprimento na abertura e remodelação de restaurantes, numa decisão que esta empresa considera “injusta e desajustada”, segundo um comunicado enviado à CMVM.

Na nota divulgada ao final da noite de sábado no ‘site’ da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Ibersol garantiu que “analisará com os seus assessores as implicações decorrentes” desta rescisão “e tomará as medidas julgadas necessárias para proteger os seus interesses”.

Segundo explicou, a Burger King (BK) Portugal comunicou-lhe “a sua decisão de rescindir o contrato de desenvolvimento da marca Burger King em Portugal, invocando o incumprimento da obrigação de proceder à abertura de dois restaurantes e à remodelação de três restaurantes no ano de 2021 (para além dos 12 restaurantes inaugurados e das sete remodelações concretizadas em 2021)”.

Adicionalmente, a Burger King informou “ter posto termo às conversações com vista à renegociação do aludido contrato de desenvolvimento”, embora “sem prejuízo da sua disponibilidade para analisar propostas de construção de novos restaurantes por parte da Ibersol e de autorizar essa construção, se tal vier a ser considerado vantajoso do ponto de vista dos interesses da marca”.

O contrato de desenvolvimento permitia que a Ibersol construísse mais 27 novos restaurantes durante os anos de 2022 e 2023.

Para a Ibersol, “a decisão tomada pela Burger King Portugal é injusta e desajustada, em particular porque a conclusão dos referidos dois restaurantes e a remodelação de outros três será concretizada até 30 de abril”.

A Ibersol considerou ainda que “não foram valoradas adequadamente” pela BK Portugal “as limitações impostas à atividade das empresas portuguesas durante o ano transato, no qual o confinamento geral e o regime de trabalho limitado aplicável durante períodos substanciais tornaram impossível o normal funcionamento dos serviços públicos, originando atrasos significativos na obtenção de licenciamentos de projetos”.

Quanto aos contratos de franquia dos 119 restaurantes da insígnia Burger King de que a Ibersol é proprietária no território português, “continuam válidos e vigentes”, garantindo a empresa que “continuará a operar tais estabelecimentos com o melhor standard de serviço e qualidade”.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados