Clássico do Dragão: Nuno Santos absolvido, restantes casos arquivados

15 nov 2022, 19:46
FC Porto-Sporting

Processos movidos a Matheus Reis, Coates e Pepe foram arquivados

A confusão entre jogadores do FC Porto e do Sporting no decorrer do clássico da terceira jornada, no Estádio do Dragão, a 20 de agosto, não resultou em castigos para os jogadores que tinham sido alvo de processos disciplinares. Nuno Santos foi absolvido, enquanto os processos movidos contra Matheus Reis, Coates e Pepe foram todos arquivados.

Nuno Santos estava acusado de ter faltado aos «deveres de correção e urbanidade», depois de ter feito um gesto com os dedos, a simbolizar dinheiro, mas o Conselho de Disciplina decidiu considerar «improcedente», uma vez que a acusação não foi provada e, consequentemente, absolveu o jogador do Sporting.

Os casos de Matheus Reis, acusado de empurrar um apanha-bolas, foi arquivado, bem como o de Sebastian Coates, que resultava de uma participação do FC Porto, que acusava o capitão do Sporting de ter pisado deliberadamente Evanilson no lance do primeiro golo da equipa de Sérgio Conceição.

Ainda em relação ao clássico do Dragão, o Sporting também avançou com uma participação contra Pepe, por um alegado insulto dirigido a Matheus Reis, mas este processo também foi arquivado.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados