Conceição: «Desta vez cabe ao Ruben Amorim ficar aziado»

Vítor Maia , Olival, Vila Nova de Gaia
19 ago, 12:34

O comentário do treinador do FC Porto a propósito da saída de Mathes Nunes para o Wolverhampton em véspera do Clássico

Sérgio Conceição abordou a ausência de Matheus Nunes no clássico deste sábado com o Sporting, admitindo que traz alguma «imprevisibilidade» ao jogo dos leões, num clássico que o treinador do FC Porto diz que vale «quatro pontos e meio».

«Os jogos são sempre importantes, ainda não sabemos qual o mais importante para definir o campeão, mas os jogos entre candidatos têm essa particularidade que são três pontos que o adversário pode não ganhar e que nós podemos ganhar se vencermos jogo. Nesta altura da época não vai decidir nada, é um jogo de quatro pontos e meio», começou por enunciar.

A transferência de Matheus Nunes para os Wolves também foi tema nesta conferência de imprensa. «Disse aziado? É que já vi muitos títulos a dizer que ando aziado, desta vez cabe ao Ruben um bocadinho disso. De certeza que ele não preparou a equipa com essa azia, preparou focado em fazer o melhor estrategicamente para nos conseguir surpreender. Nesse sentido, obviamente que o Matheus Nunes era um jogador bastante importante na dinâmica do Sporting, mas não estará ele, estará outro. Ficaremos mais pobres, com grandes jogadores que saem, mas é normal no campeonato que estamos inseridos», referiu.

Uma ausência que torna o Sporting deste sábado mais imprevisível. «O modelo de jogo não é, penso que toda a gente sabe que conseguimos dissecar ao máximo aquilo que é a estrutura do Sporting, mas depois é preciso trabalhar e estarmos muito atentos àquilo que eles fazem tão bem. Dentro dessa dinâmica, torna-se mais imprevisível dependendo das características dos jogadores em determinados sectores da equipa. Parece complicado, mas não é. No setor intermédio, não tem o Matheus Nunes, quem é que vamos ter? Morita, Pedro Gonçalves, podemos ter o Mateus Fernandes, que é um jovem com muita qualidade. Temos de estar preparados para isso. Depois na frente pode ser o Edwards, ou jogar o Nuno Santos que também pode jogar mais baixo no campo, como ala», acrescentou.

Conceição falou ainda sobre Paulinho, avançado que vai falhar o Clássico por lesão. 

«Apesar de ser um 'nove' puro, o Paulinho tem comportamentos de número 'dez'. Não é um jogador que está constantemente entre os centrais, é móvel e procura o espaço nas costas da linha defensiva. Não há grandes diferenças entre o ataque móvel de agora e este. Era móvel na mesma, mas não digo que cria as mesmas dificuldades», analisou. 

O FC Porto-Sporting joga-se este sábado, às 20h30, no Dragão e vai ser apitado por Nuno Almeida.

Relacionados

Patrocinados