Quatro novos cientistas em Portugal eleitos membros da Organização Europeia de Biologia Molecular

Agência Lusa , AM
9 jul, 13:15
Organização Europeia de Biologia Molecular

EMBO agrega mais de 2.000 cientistas, dos quais 29 trabalham em Portugal

Quatro novos cientistas a trabalharem em Portugal, incluindo uma norte-americana, foram eleitos membros da Organização Europeia de Biologia Molecular (EMBO), anunciaram em comunicado as instituições às quais estão associados.

Megan Carey (Fundação Champalimaud), Mónica Sousa (Instituto de Investigação e Inovação em Saúde - i3S), Ricardo Henriques e Rui Oliveira (ambos do Instituto Gulbenkian de Ciência) são os novos membros eleitos da organização (EMBO, na sigla em inglês), que desta forma "reconhece a importância das suas contribuições científicas e o impacto do seu trabalho" na área das ciências da vida.

Ao todo, a EMBO agrega mais de 2.000 cientistas, dos quais 29 trabalham em Portugal (incluindo os novos membros eleitos).

Os novos membros da EMBO "têm como principais missões apoiar outros investigadores em todas as fases das suas carreiras, estimular a troca de conhecimento científico e ajudar a construir um ambiente de investigação onde os cientistas possam alcançar os melhores resultados do seu trabalho".

Este ano, a Organização Europeia de Biologia Molecular já elegeu 100 novos membros.

Ciência

Mais Ciência

Mais Lidas

Patrocinados