Quintana nega uso de substância ilegal e garante presença na Vuelta

17 ago, 19:25
Nairo Quintana (AP Photo/Christophe Ena)

Colombiano diz que foi surpreendido pelo anúncio da União Internacional de Ciclismo

O ciclista colombiano Nairo Quintana (Arkéa-Samsic), que foi desclassificado da Volta a França, esta quarta-feira, devido a dois testes positivos a tramadol, negou ter usado o analgésico que é proibido desde 2019.

«Hoje, fui surpreendido com o anúncio da União Internacional de Ciclismo de uma infração por uso de tramadol. Desconheço totalmente o uso dessa substância e nego que a tenha usado na minha carreira», pode ler-se na nota publicada nas redes sociais do ciclista.

Quintana diz que já entregou o caso aos advogados e confirmou a presença na Volta a Espanha, que arranca na sexta-feira.

Note-se que a UCI tinha esclarecido que esta infração não viola as regras antidoping, pelo que o colombiano está apto para participar noutras competições. Quintana poderá ainda recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) nos próximos 10 dias.

Relacionados

Patrocinados