Moção de rejeição do Chega chumbada pelo Parlamento

8 abr, 17:13
O deputado do CHEGA, André Ventura (Lusa)

Apenas os deputados do Chega votaram a favor

A moção de rejeição do Chega contra o programa de Governo foi esta sexta-feira chumbada pelo Parlamento com os votos contra do PS, BE, PCP, as abstenções do PSD e do Livre. Apenas os deputados do Chega votaram a favor. 

Assim, a moção contou com 133 votos contra, 81 abstenções e 12 votos a favor.

Na altura, André Ventura avançou com esta moção por considerar o programa "vago" e por querer travar "mais abusos" por parte do PS, alegando que o partido "conduziu o país à mais grave crise" da sua história.

"O PS em 2011 conduziu o país à mais grave crise financeira, económica e social da nossa história, não permitiremos que o faça de novo", lia-se no documento apresentado pelo partido de extrema-direita. 

O Programa do XXIII Governo Constitucional corresponde basicamente ao programa eleitoral que o PS apresentou para as legislativas de 30 de janeiro, que venceu com maioria absoluta, elegendo 120 dos 230 deputados da Assembleia da República.

O documento identifica quatro "desafios estratégicos" de médio e longo prazo: resposta à emergência climática, transição digital, interrupção da atual crise demográfica e combate às desigualdades.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados