Xi Jinping vai encontrar-se presencialmente com Biden em plena crise em Taiwan

12 ago, 17:27
Joe Biden e Xi Jinping (Paul J. Richards/ Getty)

Esta será a primeira viagem do líder chinês ao estrangeiro desde que começou a pandemia

As autoridades chinesas estão a preparar a viagem do presidente Xi Jinping ao sudeste asiático, onde deverá encontrar-se presencialmente com o presidente norte-americano, Joe Biden, avança o jornal The Wall Street Journal.

Embora ainda não existe uma data e uma localização para o encontro, esta será a primeira viagem do líder chinês ao estrangeiro desde que começou a pandemia.

Este encontro acontece depois dos momentos de tensão que se viveram no Mar do Sul da China, após a visita da presidente do Congresso norte-americano Nancy Pelosi a Taiwan, considerada uma provocação por Pequim, e de uma chamada telefónica entre os dois líderes.

Washington e Pequim descreveram o telefonema, o quinto entre os dois líderes, como "sincero e aprofundado", um termo diplomático que antecipa que as divergências entre os dois países continuam complexas. Porém, os meios de comunicação chineses garantem que Xi Jinping alertou Biden para não “brincar com o fogo” em relação a Taiwan.

"Aqueles que brincam com o fogo acabam por se queimar", disse o chefe de Estado chinês ao homólogo norte-americano, citado pela agência noticiosa oficial chinesa Xinhua (Nova China).

Do lado do Presidente norte-americano, Joe Biden disse ao homólogo chinês que a posição de Washington sobre Taiwan "não mudou" e que continua a opor-se "firmemente" a qualquer esforço unilateral para alterar o estatuto daquele território.

"Os Estados Unidos opõem-se firmemente aos esforços unilaterais para alterar o estatuto ou ameaçar a paz e estabilidade no estreito de Taiwan", que separa a China da ilha, referiu a administração norte-americana.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados