Xi e Putin levam China e Rússia para uma "nova era" (e os Estados Unidos são o alvo principal)

16 mai, 18:23
Putin e Xi Jinping (EPA)

Presidentes dos dois países querem dominar em tudo: da Inteligência Artificial à espionagem e poder militar

Há uma “nova era” de parceria entre os dois maiores rivais dos Estados Unidos e do Ocidente. Esse é o grande ponto do primeiro dia da visita do presidente da Rússia à China, onde Vladimir Putin e Xi Jinping procuram estreitar laços entre as duas maiores potências não ocidentais.

O presidente chinês estendeu a passadeira vermelha para receber o amigo e aliado no Grande Salão do Povo em Pequim, onde os dois foram recebidos por um desfile de militares do Exército de Libertação do Povo, além de uma salva de 21 tiros na praça Tiananmen, onde crianças acenavam com bandeiras dos dois países.

A China e a Rússia já tinham investido numa parceria “sem limites” em fevereiro de 2022, quando Putin visitou Pequim poucos dias antes de lançar aquilo a que ainda chama de “operação militar especial” na Ucrânia.

Essa parceria conhece agora uma nova etapa: os dois assinaram um comunicado que fala numa “nova era” que proclama a oposição aos Estados Unidos em assuntos de segurança. Em paralelo há uma partilha total das visões territoriais dos dois países, nomeadamente no que toca à Ucrânia, mas também Taiwan e Coreia do Norte.

“A relação China-Rússia fortaleceu-se e os dois lados precisam de a estimar e alimentar”, disse Xi a Putin, confirmando que a China está “disposta a alcançar, em conjunto, o desenvolvimento e renovação dos dois países e trabalhar para elevar a justiça no mundo”.

Os dois partilham a mesma visão: o Ocidente está decadente e em declínio, o que eleva a necessidade chinesa de desafiar a supremacia norte-americana. E isso aplica-se a áreas tão vastas como a Inteligência Artificial, a biologia sintética, mas também a espionagem e o poder militar.

Xi e Putin acreditam que, depois de um grande domínio e quase hegemonia dos Estados Unidos no pós-Guerra Fria, China e Rússia estão prontos a assumir o lugar.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados