Resgatado quarto membro da tripulação de navio afundado no sudeste da China

Agência Lusa , AM
4 jul, 06:34
Navio-grua afunda-se à passagem de um tufão no sul da China. Há 27 pessoas desaparecidas

Acidente ocorreu na madrugada de sábado. Vinte e seis pessoas estão ainda desaparecidas

Um quarto membro da tripulação de um navio-grua, afundado ao largo da costa sudeste da China, após a passagem no fim de semana do tufão Chaba, foi hoje resgatado, disse a CCTV.

De acordo com a televisão estatal chinesa, o estado de saúde deste elemento da tripulação é estável e os trabalhos de resgate continuam em curso. Vinte e seis pessoas estão ainda desaparecidas.

O acidente ocorreu na madrugada de sábado, perto da cidade de Yangjiang, na província de Guangdong, depois da âncora da embarcação se ter partido, noticiou no domingo a agência oficial chinesa Xinhua.

Nesse mesmo dia, o centro de busca marítimo de Guangdong disse ter resgatado do navio-grua Fujing 001 três pessoas com vida.

As autoridades de Hong Kong enviaram aviões e helicópteros para ajudar nas operações, mas disseram que as hipóteses de salvar os outros tripulantes eram escassas, de acordo com a agência de notícias Associated Press.

Em Macau, região autónoma chinesa, adjacente à província de Guangdong, o Chaba obrigou à emissão do sinal de alerta 8, o segundo mais elevado, durante 23 horas, entre a noite de sexta-feira e a noite de sábado, sem impacto significativo.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, cuja emissão depende da proximidade da tempestade e da intensidade do vento.

Em agosto de 2017, o tufão Hato, posteriormente denominado de Yamaneko pelas autoridades locais, considerado o pior em mais de 50 anos a atingir o território, causou dez mortos e 240 feridos.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados