Tiroteio em supermercado dos Estados Unidos faz seis mortos. Suspeito era funcionário da loja

Agência Lusa , AM/WL, Atualizada às 16:00
23 nov, 07:12
Tiroteio em supermercado na Virginia, EUA

Autor do massacre em Chesapeake era funcionário da loja. Suicidou-se após disparar

Seis pessoas morreram na terça-feira num tiroteio num supermercado Walmart em Chesapeake, no estado norte-americano da Virginia, nos Estados Unidos, segundo uma notícia avançada pelos 'media' locais, que citavam fontes policiais.

O suspeito autor do tiroteio era um funcionário da loja que, posteriormente, cometeu suicídio no local, anunciou a polícia norte-americana. O motivo é ainda desconhecido.

Os disparos, efetuados com recurso a uma pistola, feriram ainda quatro pessoas, internadas em hospitais próximos, cujo estado de saúde ainda não foi divulgado.

A polícia foi alertada para o incidente às 22:12 de terça-feira (03:12 de hoje em Lisboa), quando a loja ainda se encontrava aberta. Quatro minutos depois, a polícia estava no local.

Cerca de 40 veículos de emergência foram mobilizados para o local, onde uma operação policial está também destacada.

As autoridades pediram às pessoas residentes na zona e aos familiares daquelas que possam ter estado no supermercado, na altura, para se dirigirem ao centro de convenções local.

A senadora da Virgínia, Louise Lucas, afirmou no Twitter que “não descansará até encontrar soluções para acabar com essa violência armada endémica que roubou tantas vidas” nos Estados Unidos.

Chesapeake é uma cidade com cerca de 250.000 habitantes e faz parte da área metropolitana de Virginia Beach e Norfolk.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados