Homicida em série “A Serpente” libertado no Nepal antes de ser deportado para França

Agência Lusa , AM
23 dez 2022, 09:51
Charles Sobhraj (Associated Press)

Charles Sobhraj estará ligado a mais de 20 homicídios na década de 70. Libertação estava marcada para quinta-feira, mas devido a problemas logísticos e legais acabou por ser adiada por mais um dia

Charles Sobhraj, responsável pelo homicídio de vários jovens na Ásia na década de 1970 e que inspirou a série "A Serpente" da Netflix, deixou hoje a prisão no Nepal, de acordo com a agência France Presse (AFP).

Sobhraj, de 78 anos foi transferido para os serviços de imigração antes de ser deportado para a França, disse a polícia.

A decisão de libertar Sobhraj, que estará ligado a mais de 20 homicídios e que se encontra detido desde 2003 pela morte de dois turistas norte-americanos, foi tomada pelo Supremo Tribunal do Nepal na quarta-feira.

A libertação estava marcada para quinta-feira, mas devido a problemas logísticos e legais acabou por ser adiada por mais um dia.

O tribunal ordenou a deportação no prazo de duas semanas para França.

"Uma vez levado para a imigração, será decidido o que fazer a seguir. Ele tem um problema cardíaco, quer receber tratamento no Hospital Gangalal [em Katmandu]", disse o advogado de Charles Sobhraj, Gopal Shiwakoti Chintan.

Sobhraj necessita de se submeter a uma cirurgia e a libertação está em conformidade com uma lei nepalesa que prevê a libertação de prisioneiros acamados que já cumpriram três quartos da pena, disse o tribunal.

Entretanto, o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês notou que ainda não foi notificado oficialmente sobre a expulsão de Charles Sobhraj, mas que França o receberá se necessário.

Cidadão francês de origem vietnamita e indiana, Charles Sobhraj começou a viajar pelo mundo no início da década de 1970 e acabou por ir parar à capital tailandesa, Banguecoque.

Fazendo-se passar por comerciante de pedras preciosas, travou amizade com as vítimas, frequentemente 'backpackers' ocidentais, antes de as drogar, roubar e assassinar.

"Ele desprezava os 'backpackers', jovens drogados pobres. Viu-se como um herói criminoso", disse à AFP a jornalista australiana Julie Clarke, que o entrevistou, em 2021.

O nome pelo qual é conhecido Charles Sobhraj, 'A Serpente', surgiu com a capacidade que tinha em assumir diferentes identidades para fugir à justiça.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados