Champions: Manchester City-Real Madrid, 4-3 (crónica)

26 abr, 22:13

De um sonho azul-celeste ao choque com a realidade

Uff… Que jogo de futebol!

O Manchester City-Real Madrid teve tudo aquilo que uma meia-final da melhor competição de futebol do mundo merece.

Emoção a rodos e golos, sete golos.

O 4-3 final, porém, beneficia o Real Madrid. E basta ver o filme do jogo para perceber porquê. Com um minuto e 43 segundos já De Bruyne introduzia a bola na baliza espanhola, depois de uma bela jogada de Mahrez. Aos 11m, o craque belga colocou a bola nos pés de Gabriel Jesus que aproveitou a desconcentração de Alaba para fazer o 2-0.

Descalabro à vista? Puro engano.

É que este Real tem sete vidas e tarimba de campeão europeu de outras épocas. Tem também Benzema. E foi à matador que o francês reduziu aos 33m para o resultado que se verificou ao intervalo.

A segunda parte haveria de prosseguir na mesma toada. Bombardeio inglês e resistência incrível da armada espanhola.

Mahrez atirou ao poste e Foden viu Carvajal tirar sobre a linha de golo. Tudo no mesmo lance. Mas de seguida o inglês haveria de redimir-se ao crescer uns centímetros para aparecer de cabeça na pequena área madridista a fazer o 3-1.

A diferença de dois golos voltou a acordar a equipa de Carlo Ancelotti e, um par de minutos depois, Vinícius cavalgou meio campo para na cara de Ederson voltar a reduzir.

Bernardo, que foi titular tal como Rúben Dias e ao contrário João Cancelo (castigado), também haveria de fazer o seu número de solista virtuoso neste hino ao futebol: aos 73m aproveitou a desconcentração adversária e disparou colocado de pé esquerdo para o fundo da baliza de Courtois.

4-2, mas o Real tem um autêntico manual de sobrevivência para a Champions. Benzema estudou-o, sabe-o de uma ponta à outra a bateu «à Panenka» reduzindo de novo, pela terceira vez, aos 81m, a castigar uma mão na área de Laporte.

4-3! Uff… Que jogo!

A equipa de Pep começou nas nuvens, num sonho azul-celeste, até ao choque com a realidade. Ou melhor, com a realeza do futebol europeu.

Dentro de uma semana, tudo se vai resolver em Madrid.

Que seja um novo tributo ao futebol, como uma meia-final da Champions merece.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Champions

Mais Champions

Patrocinados