Conte lembra derrotas com Sporting e Paços e diz que não é «estúpido»

3 out, 23:49
Antonio Conte

Treinador do Tottenham assume que é preciso fazer melhor fora e deixa espécie de recado aos adeptos. «Se confiam em mim...»

O Tottenham visita na terça-feira o Eintracht Frankfurt para a terceira jornada do grupo D da Liga dos Campeões – o mesmo do Sporting, que joga em Marselha – e o treinador dos ingleses, Antonio Conte, admitiu que a equipa precisa de fazer melhor fora do seu terreno em Londres.

Questionado sobre se a equipa consegue lidar com a pressão de jogos fora, nomeadamente com ambientes de grande apoio às equipas da casa, o técnico italiano lembrou, entre outras, as derrotas com Sporting e Paços de Ferreira para ilustrar a necessidade de fazer melhor como visitante.

«Na época passada, na Europa, perdemos vários jogos fora. Perdemos com o Paços de Ferreira, com o Vitesse e com o Mura, comigo. Só empatámos com o Rennes. Esta época, a mesma história, perdemos com o Sporting e agora com o Arsenal. E empatámos com o West Ham e com o Chelsea», referiu, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo na Alemanha, também juntando às prestações europeias fora de casa os últimos resultados nas competições inglesas.

«Temos de fazer muito melhor quando jogamos fora, temos de melhorar. É parte do processo. Temos de ter paciência. Ao mesmo tempo, temos de tentar mudar a situação», apontou.

Noutro momento, e questionado sobre a esperança de dados adeptos em ver Djed Spence em campo face à ausência do castigado Emerson Royal – foi expulso ante o Arsenal e poderá falhar mais de um jogo na Premier League – Conte disse entender os adeptos, mas deixou uma espécie de recado.

«Os adeptos são os adeptos, eu entendo que eles possam pensar tudo, mas eu vejo, dia-a-dia, o que acontece nos treinos. Tento fazer o melhor pela equipa. Se eles confiam em mim, confiam em mim, mas as escolhas são minhas. Se não opto por um jogador, talvez seja por ele não estar pronto. Estamos a falar de um jovem com boas perspetivas, mas eu tento escolher a melhor equipa. O Doherty também jogava na época passada e neste momento não o vejo da maneira certa para começar o jogo. Eu não sou estúpido, não quero perder. Tento colocar e escolher a melhor equipa. Se eles confiam em mim, tudo bem, se não confiam, então eu sou o treinador e tenho de tomar a melhor decisão para o Tottenham», respondeu.

Relacionados

Champions

Mais Champions

Patrocinados