CEO da Saúde: Fernando Araújo reúne-se no final da semana no Ministério antes de dar o 'sim' (ou não)

18 set, 17:41
Fernando Araújo e Graça Freitas

Processo ainda não está fechado. Escolhido para novo diretor-executivo do SNS vai reunir-se no final da próxima semana no Ministério da Saúde.

Fernando Araújo ainda não deu o nó e o governo ainda não o desatou. A CNN Portugal apurou que houve encontros este fim de semana ainda não conclusivos e que o atual presidente do Hospital de São João irá reunir-se no final da próxima semana no Ministério da Saúde, para estabelecer novos avanços.

A vontade das partes é a mesma: o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, escolheu o seu diretor-executivo favorito, Fernando Araújo, e este vê favoravelmente o exercício do cargo. Mas falta limar arestas – e algumas são vivas.

Em causa estará sobretudo a garantia de exercício da função em condições de autonomia, quer política, respondendo ao governo mas sem recuos que resultem de pressões posteriores ao anúncio de medidas eventualmente impopulares; quer face às entidades do SNS que serão afetadas por essas decisões.

Há outros aspetos em negociação, que incluirão a equipa e os meios da direção executiva do SNS. Além disso, foi já noticiado que a própria localização do novo organismo poderá não ser em Lisboa.

LEIA MAIS
PERFIL: É com ele que Lisboa vai aprender muito com o Porto
OPINIÃO: Vozes de burro não chegam ao CEO

Fernando Araújo foi escolhido pelo governo depois do novo ministro da Saúde tomar posse, sem que então houvesse um convite formal. Foi necessário aguardar que o Presidente da República promulgasse o diploma que viabiliza a criação da direção-executiva, o que aconteceu esta sexta-feira. Seguiram-se depois as conversações entre as partes, que ainda decorrem.

Será necessário mais alguns dias para confirmar se Fernando Araújo aceita ou não o convite – e para saber se o governo aceita ou não as suas exigências.

 

Governo

Mais Governo

Patrocinados