"Não tomei a vacina mas já me arrependi. Lutem por mim": a história de Catarina Costa, negacionista que esteve 13 dias em coma com covid-19

22 dez 2021, 16:09
Catarina Costa (DR)

Longo relato de Catarina Costa, que esteve infetada com covid-19, mostra o arrependimento por não ter sido vacinada e ter sido internada nos Cuidados Intensivos do Hospital da Guarda

Catarina Costa tem 38 anos e era negacionista. O tempo verbal está correto. Era porque depois de ter estado 13 dias entubada e em coma, Catarina mudou de opinião e arrependeu-se de não ter tomado a vacina contra a covid-19.

Num longo relato feito nas redes sociais, a professora do ensino básico da comunidade terapêutica de Santa Isabel, em Seia, conta como foi parar à cama dos Cuidados Intensivos do Hospital de Guarda a 25 de novembro, depois de ter sido infetada com o vírus cinco dias antes. 

"Desde cedo conscientemente decidi não me vacinar contra o covid. E a vida tem o poder de nos ensinar e fazer aprender. Quando apanhei covid a 20 de novembro, a luta dia para dia foi-se mostrando difícil e, a 25 de novembro, fui internada no hospital da Guarda. A 29 de novembro tive de ser entubada e a partir daí foi uma luta entre a vida e a morte feita a cada segundo até 11 de dezembro. O dia em que foi possível tirar o tubo novamente e já conseguia respirar sozinha. Sem ser de forma tão invasiva", escreve.

Na primeira publicação que faz sobre o internamento, onde partilhou quarto com sete não vacinados, Catarina deixa mesmo um apelo para que as pessoas se vacinem. "Deixo aqui o meu apelo para que te vacines. Se quiseres conversar, podemos fazer isso a qualquer momento. Os números mostram que são os não vacinados que estão a ir parar aos cuidados intensivos. (...) Podes aprender com a minha experiência. Acredita em mim quando digo que não precisas de fazer a tua experiência."

Experiência de quase morte

Ao longo de 13 dias, Catarina relata que não sentiu nada mas que conseguiu ouvir o que diziam junto dela, inclusive as críticas ao facto de ter escolhido não ser vacinada contra a covid-19.

"Não sinto nada, mas eu consigo ouvir-vos! Sim, eu também me culpo pela escolha que fiz. Posso pagar essa escolha com a minha vida! Sim, eu sei que tenho excesso de peso. Mas por favor! Não desistam de mim! (...) Ouço porta. Vêm aí. Ai esta rapariga... Sem vacina, obesa, diabética, transplantada renal. Como não tomou a vacina? Não, essa não sou eu. Só obesa. Não tomei mas já me arrependi. Por favor lutem por mim. (...) Entra alguém na sala. 'Apesar da escolha errada que fez não nos podemos esquecer que é um ser humano.'"

Catarina acabou por ficar internada 26 dias, dos quais 13 esteve em coma. No relato sobre o regresso a casa, escreve que a recuperação está a ser lenta e que depende da ajuda de familiares para "coisas pequeninas" que não consegue fazer. "Sei que vem um dia em que as vou conseguir fazer. Mas dou-me tempo."

"Nunca fui tão dependente e incapaz, nem nunca fui tão grata. Grata pelas pequenas coisas da vida que consigo fazer de novo."

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados