Tiago Barbosa Ribeiro recusa usar processo Selminho como “tema de arremesso”

Agência Lusa , DCT
21 jan, 17:57

“Fazemos mesmo é política, gostamos de trabalhar na política e, portanto, vamos trabalhando politicamente e não na esfera judicial”, disse

O vereador do PS na Câmara do Porto Tiago Barbosa Ribeiro disse esta sexta-feira que “qualquer decisão deve ser respeitada” e que o partido se recusa a fazer do caso Selminho “um tema de arremesso”.

Em declarações à agência Lusa, o socialista lembrou que “o PS, na campanha eleitoral [para as eleições autárquicas], e antes da campanha eleitoral, adotou uma posição neutra, de respeito pela separação de poderes entre o que é da justiça e o que é da vida política, e da vida político-partidária, da vida dos titulares de cargos públicos”.

Neste momento, mantemos essa posição, qualquer decisão deve ser respeitada pelo poder político, no âmbito e espírito da separação de poderes e é nesse sentido que respeitamos e registamos a decisão” do Tribunal, que absolveu Rui Moreira, prosseguiu.

Para Tiago Barbosa Ribeiro, “as decisões da justiça devem ser sempre respeitadas” e, por isso, o partido rejeita “fazer deste tema um tema de arremesso e um tema de disputa política”.

Fazemos mesmo é política, gostamos de trabalhar na política e, portanto, vamos trabalhando politicamente e não na esfera judicial”, insistiu.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, foi esta sexta-feira absolvido no processo Selminho, no qual estava acusado de prevaricação por favorecer a imobiliária da família, de que era sócio, em detrimento do município portuense.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Política

Mais Política

Patrocinados