O futuro chegou. Carro voador faz primeiro voo em ambiente real no Dubai

CNN , Por Nadia Leigh-Hewitson
24 out, 16:00

Quase no fim do clássico de ficção científica de 1985, “Regresso ao Futuro", o clássico inventor louco Doc Brown declara que “para onde vamos, não precisamos de estradas”, enquanto isso o seu DeLorean - que viaja no tempo - levanta voo. Apesar de os carros voadores ainda não encherem o céu, estão em desenvolvimento. Na semana passada, o XPeng X2 chinês realizou com sucesso o primeiro teste de voo público do carro voador de dois lugares da marca, na feira tecnológica GITEX, no Dubai – e até partilha o famoso design das portas de gaivota do DeLorean.

O XPeng X2 descola verticalmente do solo usando oito hélices, sem precisar de uma pista, sendo assim adequado a zonas urbanas densas. O veículo, concebido para transportar dois passageiros, é inteiramente elétrico e os fabricantes dizem que consegue elevar-se no ar a cerca de dois metros por segundo, atingindo velocidades até 130 quilómetros por hora.

Mesmo que o voo de teste tenha durado apenas 90 segundos, segundo Liu Xinyin, principal especialista em aviação da XPeng Aeroht, a tecnologia está perto de estar pronta para utilização pública, mas a regulamentação para os carros voadores ainda está atrasada.

A XPeng pretende trabalhar com os governos para definir uma infraestrutura física regulamentar para os carros voadores nas zonas urbanas, e Liu acredita que as pessoas poderão usar carros voadores dentro de espaços regulados limitados em apenas cinco anos. Isto alinha-se também com os planos ambiciosos do governo chinês que quer lançar táxis voadores até 2025.

E se voar não fosse já futurista o suficiente, o XPeng X2 está equipado com automatização por IA – pode ser pilotado manualmente ou ser usado em condução autónoma. "Ele aprende a evitar o trânsito, os edifícios e as pessoas", afirma Liu.

Os elementos de condução autónoma apresentam mais dificuldades em termos de regulamentação, e põem também em causa a aceitação pública. Ainda há muitas pessoas preocupadas com questões de segurança relativas aos carros autónomos na estrada, quanto mais com viaturas que andam às voltas por cima das nossas cabeças. No entanto, XPeng diz que é mais seguro os carros voadores serem autónomos do que serem pilotados por pessoas.

Atualmente, há dezenas de carros voadores a serem desenvolvidos em todo o mundo, e muitos deles voam de facto, como o “BlackFly” da canadiana Opener, o “SD-03” da SkyDrive Inc, e o protótipo “AirCar” da Klein Vision – que no ano passado fez um voo de teste de 35 minutos com sucesso entre duas cidades na Eslováquia.

As vantagens dos carros voadores como o XPeng X2 não se limitam a concretizar os sonhos loucos da cultura pop. Os seus defensores dizem que os carros voadores podem revolucionar os transportes urbanos, tornando as estradas menos congestionadas, sendo assim mais seguras para peões e ciclistas e, no caso de veículos elétricos como o XPeng X2, reduzindo também as emissões de carbono.

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados