Alegada agressão a árbitro: Salgueiros escapa a derrota com o Marítimo B

15 abr, 14:37
Apito de árbitro (AP)

Jogo interrompido ao minuto 87, depois do momento entre o atleta Amadu Turé e o árbitro João Loureiro, não será retomado

[ARTIGO ATUALIZADO]

O Salgueiros escapou à possível sanção de derrota no encontro ante o Marítimo B, da 17.ª jornada da série B do Campeonato de Portugal, interrompido aos 87 minutos quando havia 1-1 no marcador, por alegada agressão do jogador Amadu Turé ao árbitro João Loureiro.

De acordo com o que o Maisfutebol apurou, Amadu Turé, atleta do Salgueiros visado no lance com o árbitro João Loureiro, foi apenas castigado com um jogo de suspensão.

O jogo não será retomado para que sejam disputados os minutos em falta, por decisão da direção da Federação Portuguesa de Futebol, ainda que o Conselho de Disciplina tenha apontado nesse sentido.

 

O caso chegou a motivar, inclusive, a instauração de um processo de averiguações por parte da Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD), depois de este ter sido um de vários casos denunciados pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF).

Este sábado, em comunicado, o Salgueiros também confirmou ter sido «ilibado das acusações e não haverá punição com derrota» e fala ainda numa «interrupção do jogo considerada totalmente injustificada».

O emblema nortenho confirma ainda que Turé «foi punido com um jogo de castigo por palavras, mas absolvido da acusação de agressão», acrescenta que houve «sanção de repreensão para o árbitro João Loureiro» e que o «delegado da FPF ao jogo, Emanuel dos Santos e coordenador dos delegados da FPF, João Morais, [foram] ilibados de terem praticado atos não condizentes com as respetivas funções».

 

Relacionados

Patrocinados