Croácia
1'
0 - 0
Albânia

O que pediria Camões às ninfas para a escola pública? Colóquio reflete sobre problemas da educação em Portugal

9 jun, 09:40
Escola

Iniciativa resulta de uma parceria entre o movimento Missão Escola Pública e a Biblioteca e Arquivo de José Pacheco Pereira - Ephemera e conta com a participação de vários nomes ligados ao ensino e à educação

O movimento Missão Escola Pública vai levar a cabo, em parceria com a Biblioteca e Arquivo de José Pacheco Pereira - Ephemera, um colóquio que pretende refletir sobre os principais problemas que afetam a escola pública em Portugal. A iniciativa está marcada para dia 11 de junho, um dia depois das comemorações do Dia de Portugal, no espaço StartUp Barreiro. 

“Se Camões existisse hoje, para além da inspiração, o que pediria às ninfas do Tejo, no momento de escrita da sua obra panegírica, para a escola pública portuguesa?” é o mote para o debate, que conta ainda com a parceria da Câmara Municipal do Barreiro.

“Passados os primeiros 60 dias de legislatura, e tendo em conta que ainda não tiveram lugar medidas que surjam como resposta aos problemas que atormentam a Escola Pública, Missão Escola Pública, lança este momento de reflexão celebrando o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas”, explica o movimento Missão Escola Pública, que tinha dado ao novo Governo dois meses para apresentar medidas que resolvessem os principais problemas da educação em Portugal. 

Entre os problemas identificados, estão “o modelo de gestão, a falta de exigência dos curricula, o modelo de avaliação docente, a tão apregoada Inclusão e a indisciplina”.

O debate conta com a participação de Sampaio da Nóvoa, Pacheco Pereira, Paulo Guinote, Ricardo Silva e Cristina Mota, com a moderação da jornalista e comentadora da CNN Portugal Margarida Davim.

Educação

Mais Educação

Patrocinados