Saiba tudo sobre o Euro aqui

Mais de 30 graus e sol. No próximo fim de semana vai parecer verão (mas é preciso cuidado na praia)

12 abr 2023, 14:24

IPMA destaca que pode ser sentida uma grande diferença de temperatura entre quinta-feira e domingo

Ainda não é verão, mas no fim de semana as temperaturas vão andar lá perto, sobretudo em Lisboa e Vale do Tejo e no Alentejo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma subida das temperaturas a partir de sexta-feira, com o pico a chegar por volta de domingo, altura em que cidades como Lisboa, Santarém ou Beja devem ver os termómetros ultrapassar os 30 graus.

Uma subida que será gradual, mas que entre quinta-feira e domingo se pode sentir de forma abrupta. “Comparando com os valores atuais a diferença será bastante significativa”, explica a meteorologista do IPMA Patrícia Gomes, em declarações à CNN Portugal.

Sexta-feira já vai fazer mais calor, e depois sobem mais três e mais quatro graus, esperando-se também sol para quase todo o território. A exceção serão o norte e o centro, sobretudo o Minho e o Douro Litoral, que a meio da manhã de sábado podem ter alguma chuva.

A partir daí as temperaturas devem voltar a estabiliza e baixar dos 30 graus esperados para o fim de semana, ainda que o IPMA alerte que é necessário esperar mais uns dias para que exista uma previsão mais eficaz para a próxima semana.

“Tudo indica que as temperaturas máximas comecem a descer a partir de dia 18, mas alguns locais continuarão com valores nos 30 graus ou até superiores”, afirma Patrícia Gomes.

Para lá do perigo de incêndio, que já tem estado em vigor em vários concelhos, o IPMA não espera que seja necessário emitir outro tipo de avisos. “Neste momento não temos indicação de que algum destes valores seja passível de algum aviso de tempo quente, apesar das máximas serem acima do que é expectável para a época do ano”, conclui a meteorologista.

Autoridade Marítima espera para emitir alerta

A Autoridade Marítima Nacional vai esperar até sexta-feira para emitir algum tipo de aviso mais concreto sobre a presença das pessoas nas praias. Depois de um início de abril em que morreram três pessoas nas praias portuguesas, havendo ainda um homem desaparecido em Vila do Bispo desde 8 de abril, teme-se que o calor incentive os portugueses a irem à praia este fim de semana, numa altura em que a esmagadora maioria dos areais continua sem estar vigiado, uma vez que estamos fora da época balnear.

Ainda assim, e no balanço do fim de semana de Páscoa em que 33 pessoas tiveram de ser resgatadas das águas nacionais, a Autoridade Marítima Nacional deixa um conjunto de recomendações:

  • Vigiar permanentemente as crianças e não permitir que se afastem, mantendo-as sempre próximas de um adulto;
  • Evitar comportamentos de risco, não se aproximando da água ou caminhar na areia molhada;
  • Não virar as costas ao mar e oferecer sempre uma distância de segurança em relação à linha de água, evitando ser surpreendido por uma onda;
  • Caso testemunhe uma situação de perigo dentro de água, não entre e peça ajuda através do 112.

As autoridades já revelaram esperar o "pior ano de sempre" no que diz respeito a afogamentos em Portugal, seja em praias marítimas, seja em praias fluviais.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados