Onda de calor: Portugal em alerta laranja devido a temperaturas elevadas, que podem chegar até 42º em Santarém

CNN Portugal , Lusa
9 jul, 09:16

Há três distritos com previsões acima dos 40º e vários com temperaturas na casa dos 30º Celsius. O país está em alerta também devido ao risco de incêndios

A onda de calor continua durante o fim de semana. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou este sábado 16 distritos em aviso laranja devido ao calor, com a temperatura mais elevada prevista para Santarém, com 42 graus Celsius.

Viana do Castelo, com temperatura máxima de 32º C, e Faro, com 35º, são as exceções num mapa alaranjado, com o IPMA a prever temperaturas de 41º no distrito de Évora e de 40º nos de Braga, Lisboa e Beja.

Nos restantes, as máximas vão oscilar entre 33º e 39º.

O tempo quente também levou o IPMA a colocar as Regiões Montanhosas da Madeira sob aviso laranja, com o restante território do arquipélago em aviso amarelo.

A previsão da temperatura máxima é de 27º para a ilha da Madeira e de 24º para Porto Santo.

As mínimas devem oscilar entre 16º e 25º no Continente, 18º e 20º na Madeira, e 17º e 18º nos Açores.

Na escala de avisos do IPMA, que tem o vermelho como o mais grave, o laranja refere-se a uma “situação meteorológica de risco moderado a elevado”.

O IPMA prevê ainda uma temperatura da água do mar de 19º na costa ocidental, 22º no Algarve e Madeira, e entre 20º e 23º nos Açores.

Se vai à praia, tome atenção

A Autoridade Marítima Nacional recomenda que, com as temperaturas tão elevadas, tome cuidados reforçados na praia: mantenha-se hidratado, utilize protetor solar fator igual ou superior a 30 e que evite a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11h00 e as 17h00.

É também importante que faça refeições leves e que utilize roupa larga, que cubra a maior parte do corpo, como um chapéu de abas largas e óculos de sol. As atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente desportivas e de lazer no exterior, são mesmo de evitar.

"Em caso de emergência não entre na água, chame o nadador-salvador ou ligue 112", indica a  Autoridade Marítima Nacional.

Portugal vai entrar esta sexta-feira em estado de alerta especial por causa do elevado risco de incêndios, num período que vai durar até dia 15 de julho, segundo a Proteção Civil.

País em alerta devido a incêndios

O primeiro-ministro, António Costa, alertou hoje que o fim de semana que agora começa é de "alto risco" para os incêndios, apelando aos portugueses para não fazerem fogo ou usarem máquinas.

"Este é um fim de semana de alto risco. NÃO FAÇA FOGO E NÃO USE MÁQUINAS! Prevenir o fogo é a melhor ajuda que podemos dar aos bombeiros. Portugal chama por todos!", escreveu António Costa na sua conta na rede social Twitter.

As temperaturas elevadas, que hoje podem chegar aos 42º graus Celsius em Santarém, aumentam o risco de incêndio.

Às 08:30, segundo o portal da Proteção Civil, havia 169 incêndios em curso em Portugal Continental, dos quais dois em resolução e 25 em conclusão.

O combate aos fogos envolvia a essa hora 2.419 bombeiros, 788 viaturas e um avião.

O distrito de Santarém era o mais afetado, com 13 fogos combatidos por 803 operacionais e 257 viaturas.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados