Buraco gigante aparece no deserto de Atacama

PP
2 ago, 12:46
Buraco no deserto da Atacama

Tem 25 metros de diâmetro e a sua origem é desconhecida. Autoridades ativaram os protocolos de segurança

Um buraco com cerca de 25 metros de diâmetro apareceu no meio do deserto de Atacama, no Chile. A sua origem é desconhecida e as autoridades, ativaram os protocolos de segurança, escreve a CNN Brasil.

Na proximidade do buraco encontra-se a Mina Alcaparros, na comuna de Tierra Amarilla, que pertence à província de Copiapó.

O autarca da região, Cristóbal Zúñiga, já veio explicar que o alerta foi “recebido sábado” por parte de uma cidadã e que o buraco se encontra “perto da Mina Alcaparros, que faz parte da Mina Candelária”. A mina Candelaria é uma grande mina de cobre localizada no norte do Chile, na região do Atacama. Na verdade, representa uma das maiores reservas de cobre do Chile e do mundo.

Um facto que, segundo este responsável há muito preocupa a comunidade: “Estamos preocupados, pois é um medo que sempre tivemos… o facto de estarmos cercados por minas e obras subterrâneas”.

Ninguém sabe a origem do buraco. Cristóbal Zúñiga pediu rapidez às autoridades para que urgentemente se perceba se o colapso da terra teve origem nas atividades das minas, ou se o motivo não está relacionado com esse facto. Por fim, garantiu que vai até às últimas consequências para proteger a comunidade e impedir abusos das empresas mineiras.

O Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) do Chile já foi chamado ao local e foram eles que fizeram a medição do diâmetro do buraco: 25 metros. Deu também indicação para que os acessos da mina que usam aquela zona serem encerrados.

David Montenegro, diretor do Serviço Nacional de Geologia e Mineração, explicou ainda que da abertura do buraco até o fundo são cerca de 200 metros e que foi detetada a presença de muita água, escreve o jornal britânico o The Guardian.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados